Pobreza menstrual atinge mais de 500 milhões de meninas e mulheres ao redor mundo. Glamurama mostra como ajudar!

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Em 2014, a ONU reconheceu o direito das mulheres à higiene menstrual como uma questão de saúde pública. Anos se passaram, mas o cenário não se alterou. Segundo a própria organização, a pobreza menstrual ainda atinge mais de 500 milhões de meninas e mulheres ao redor mundo. Mais especificamente, uma em cada quatro jovens no Brasil não tem acesso a produtos menstruais, segundo a Reuters. 65% das meninas pesquisadas no país são negras e 25% já faltaram à escola por não ter acesso a itens de higiene íntima, de acordo com a World Bank e Globo.com, respectivamente.

A fim de conscientizar e debater sobre a importância desse tema, foi instituído o Dia Internacional da Higiene Menstrual, que acontece nesta sexta. Trabalhando em prol da diminuição destes números, a Associação das Mulheres de Paraisópolis (AMP) criou a campanha “Apoie Uma Chefe de Família”, que tem o objetivo de democratizar o acesso a absorventes e calcinhas na comunidade, uma das maiores de de São Paulo. Nessa quinta foram distribuídos 100 kits de higiene, com absorventes e calcinhas para mulheres em situação de pobreza menstrual. A promessa da campanha é atender mais 900 mulheres cadastradas. Glamurama apoia essa causa e todo mundo pode ajudar. Para doar, clique aqui!

Você também pode gostar

Sidarta Ribeiro, neurocientista

A interpretação de um sonho pressupõe a compreensão profunda do contexto real e emocional do próprio sonhador, e…