Publicidade
Marcelo Argento || Créditos: Juliana Rezende
Marcelo Argento || Créditos: Juliana Rezende

Por Michelle Licory

Marcelo Argento é craque: assina os arranjos das casas de Carolina Jabour, Carol Buffara, Betina de Luca, Juliana Calcena, Lulu Novis, Celina Palhares e mais uma turma de glamurettes cariocas. Ah, também trabalha com hoteis, restaurantes, clínicas, academias de ginástica, além de vender opções prontinhas na multimarcas Dona Coisa, no Jardim Botânico – ufa!

“Comecei meu ateliê, a Frô, em 2013. Venho de produção de eventos e tinha os arranjos como hobby. Desde pequeno… Minha mãe é uma excelente florista. Quando fui morar sozinho, levei as flores comigo. Cansado de produção, comecei a fazer despretensiosamente arranjos para uma amiga que ensinava culinária dar de presente para as alunas. E foi surgindo uma demanda a partir disso, naturalmente. Percebi ali uma oportunidade. Fui gradativamente aceitando a ideia, estudei, criei técnica, procurei fornecedores… Entrei no mercado bem quieto e, por vir de eventos, conheço muita gente. Quando falei o que estava fazendo, as pessoas acreditaram. Tenho várias clientes fixas com assinaturas mensais e reponho os arranjos nas casas delas uma vez por semana”.

E quem não quer a casa bonita para o fim de ano, né? Vem aprender com ele um arranjo “facinho”, usando pote de geleia ou até uma taça como vaso:

Dicas importantes

1) Compras:

“O grande segredo é comprar flor da época. Tem que entender que aquela flor precisa estar viçosa. Tulipa, por exemplo, não é flor de calor. É muito delicada.Se for flor muito miudinha, com muita pétala, é bom vira-la de cabeça pra baixo e sacudir. Se despetalar, está velha. Se as folhas da haste estiverem amareladas, indica que já passou do tempo. Escolha também o dia certo de fazer as compras. No Rio, o melhor dia, com mais variedade de flor no mercado, é quinta-feira. Então as reposições semanais faço quinta. Eu compro na CADEG. O horário de florista é complicado. O mercado abre 3h da manhã. Acordo às 2h e só vou dormir 22h nas quintas. Eu pessoalmente faço as compras. Chego no ateliê e já tem equipe esperando. A glamurette não vai querer ir para a CADEG no mesmo horário que eu, mas chegando até 7h da manhã dá tempo e às 9h já é xepa. Mas o preço abaixa…”

2) Manutenção do arranjo:

“Algumas flores bebem mais água que outras. O que faz o arranjo durar é a manutenção da água, que precisa estar fresca sempre.Tem que observar. Se estiver turva é porque está com bactérias. E não basta trocar a água: tem que lavar o vaso com detergente e esponja, tirar o limo e, de preferência, podar a parte de baixo das hastes, onde a flor começa a apodrecer. Ambientes muito refrigerados flor adora. E não gosta de vento ou muito sol. Folha tem que ser retirada. O que interessa é a flor. Quando ela é colhida, o caule está cheio de folha. Não é só uma questão de estética: dura mais sem a folha. É indício de arranjo mal feito e mal cuidado se tiver folha. Ela provoca bactérias e deteriora seu arranjo. Pode reparar: o buquê de feira só dura dois dias… Você acha que é muito barato, mas não dura nada. Esse que vamos ensinar dura 15 dias tranquilamente. É bastante”.

Mão na massa e siga a seta aqui embaixo!

[galeria]3850501[/galeria]

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Milan Guide

Milan Guide

Estou prestes a embarcar para o Salone Del Mobile.Milano, um marco na indústria do design que celebra sua...
Festa Rabanne na NK

Festa Rabanne na NK

  Uma noite em clima disco para celebrar a abertura da Rabanne em sua primeira operação na América...

Instagram

Twitter