Pinacoteca abre mostra de Leonilson com venda de serigrafia inédita

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Serigrafia “Sem Título”, de 1983, que estará à venda na Pinacoteca

“Leonilson: Truth, Fiction” é o título da exposição que a Pinacoteca do Estado de São Paulo abre, no dia 09 de agosto, com 150 obras do artistas cearense, morto em 1993. Segundo Adriano Pedrosa, curador da mostra, o nome deve-se ao fato de Leonilson reunir em suas obras aspectos autobiográficos, como também da vida real cotidiana e da ficção. São pinturas, bordados, objetos e uma instalação, montada na Capela do Morumbi em 1993, aberta ao público dias depois da morte do artista, aos 36 anos, em decorrência da Aids. Pedrosa se concentrou na produção a partir de 1987, período em que ele acredita que o trabalho de Leonilson tenha se tornado mais sintético e minimalista, valorizando os vazios. Para os fãs do artista, a Pinacoteca ainda guarda uma carta na manga: uma serigrafia inédita, Sem Título, de 1983, com tiragem de 100 exemplares, que será vendida na loja do museu durante o período da expo. Parte da renda será revertida aos projetos culturais e educativos da Pinacoteca paulistana, em uma parceria com o Projeto Leonilson. A exposição de Leonilson tem o patrocínio do Shopping Iguatemi São Paulo.

Na paralela: a Galeria Superfície também abre uma exposição com desenhos de Leonilson, com curadoria de Leda Catunda, no dia 22 de julho.

“Os Rios por meu Fluido…”, “Roupa de Homem”, “No No Yes Please” e “Favorite Game”, obras de Leonilson que estarão na Pinacoteca

 

Você também pode gostar