Publicidade

Ele é aquele cara gente boa, meio tímido, supertalentoso mas sem nenhuma afetação, que não esquece as raízes e está sempre pronto pra ajudar quem precisa, especialmente se for lá para as bandas de sua amada Xerém. Claro que estamos falando de Zeca Pagodinho, que tem uma legião de amigos bacanas e está completando 60 anos nesta segunda-feira. Para comemorar, lembramos aqui de quatro momentos em que Zeca ‘mitou’. Nem precisa dizer que Glamurama ama né?

Não resiste a um bicho fofo
Zeca sempre que pode fala de seu amor pelo animais. Ele, que já ganhou bode em programa de TV e uma égua de um presidente de escola de samba, garante que não pode beber umas a mais no shopping que corre para o pet shop para comprar um cãozinho. “Fico com pena. Depois dou os cachorros para os outros. Não posso andar com dinheiro”, disse ele em uma entrevista.

Ajuda os vizinhos
Além de praticar a política da boa vizinhança, como quando ajudou a resgatar moradores de Xerém, no município de Duque de Caxias, onde mora há mais de 20 anos, vítimas das chuvas que assolaram a região em 2013. Ajudar sem olhar a quem é uma constante na vida do cantor. Em 2011, ele contou em entrevista que adotou “Baixinho”, morador de rua que considera como um filho e para quem construiu um “quartinho com banheiro”. Depois, passou a pagar uma casa para idosos para abriga-lo. “Meus filhos o visitam sempre. É a Mônica (mulher de Zeca) quem cuida de tudo. Ele é meu filho mais velho. Toda semana, alguém visita, leva biscoito, cigarro”, comentou o cantor, que também é conhecido por distribuir refeições para moradores de rua de Xerém e da Barra.

Cosme e Damião
Todos os anos, Zeca Pagodinho mantém a tradição de distribuir sacos de doces no dia de São Cosme e Damião para as crianças. O cantor leva a tradição a sério e envolve toda a família e os amigos na preparação e distribuição das guloseimas. Ele sai de carro e, ao avistar uma criança, entrega os doces. Ao voltar para casa, Zeca ainda dá uma festa com comida baiana e samba para celebrar a data. Ele também costuma distribuir ovos de Páscoa e presentes de Natal para as crianças de Xerém.

Dividiu palco com Bethânia
Se juntou a ninguém menos que Maria Bethânia para gravar o CD e DVD “De Santo Amaro a Xerém” e os dois saíram em turnê Brasil a fora cantando sambas em um repertório de 40 músicas. Uma experiência única que arrebatou as plateias que tiveram a sorte de ver a dupla em ação.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Instagram

Twitter