Paolla Oliveira desvenda sua nova personagem, uma prostituta de luxo

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Paolla Oliveira vai voltar à TV em “Felizes Para Sempre”, na pele de uma prostituta de luxo, lésbica, que atende casais em crise com o codinome Dani Bond. A atriz conversou com o Glamurama sobre a minissérie. “Terminaram agora as gravações. Foi bem diferente de tudo que já fiz. Acho que vai ser bem legal quando passar. A história que vamos contar fala de dramas familiares. Vai surpreender e segurar o público. As pessoas vão gostar.”

Fetiche e mentira

* “Minha personagem ainda está se encontrando, mente muito, passa por várias personalidades e, dentro dessas personalidades, o legal é saber qual é a verdadeira Denise. De acordo com as personalidades, ela vai criando também visuais diferentes. Usa peruca, um determinado tipo de roupa, fetiche… É uma mulher bem intrigante. Ela é boa e má: tem um desvio de caráter, mas em algum momento você percebe que existe verdade no que ela fala. Não tem muito como definir. Não é uma vilã, mas também não dá pra falar que é uma mocinha, de jeito nenhum. O público vai dizer o que ela merece durante a trama.”

Mudar é bom

Paola gostou de testar um novo formato de dramaturgia. “É muito diferente de novela. Novela é mais vivo, pode se modificar, acontecer todo tipo de coisa, é um período maior. Já esse trabalho é totalmente fechado, tem mais tempo, feito de uma outra forma. A gente filmou em outra cidade. Foi muito especial fazer, mais cinematográfico. Mudar é bom, pra mim foi bom.  Na verdade, a expectativa maior que sinto é antes de entrar no personagem, se vou acertar. Mas claro que tem a expectativa da resposta do público também. E o telespectador está aprendendo a apreciar uma história contada de outra forma. Tem uma série muito bacana no ar, ‘Dupla Identidade’. Está se formando um novo público para esse tipo de produto.” (Por Michelle Licory)

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…