Otavio Muller || Créditos: Fabio Xavier

Otavio Muller: orgulhoso de “Benzinho”, de Francisco Gil e de seus “15 mil projetos na Globo”

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Otavio Muller || Créditos: Fabio Xavier

Otavio Muller está todo orgulhoso de “Benzinho”, que entrou essa semana em circuito e está cotado para representar o Brasil no Oscar. “O filme abriu o Sundance internacional, com longas do mundo inteiro! Um filme independente, brasileiro, pobrinho, pequeno… Uma história de família muito simples, de gente comum, um pai [ele], uma mãe [Karine Teles], a irmã da mãe [Adriana Esteves], mas contada por um prisma que está emocionando as pessoas. Já ganhou prêmios em outros lugares antes de estrear aqui”.

“Vem no ouvido da gente e fala”

O que faz ser tão especial? “Quando a coisa é forte… O Gustavo [Pizzi] tem uma maneira muito peculiar de dirigir, muito delicada, vem no ouvido da gente e fala. E busca uma interpretação, um jeito de fazer que tem muito a ver com o que eu acredito sobre como deve ser a interpretação pra cinema. Tudo muito simples, pequeno”.

“São 15 mil projetos lá”

Enquanto isso, na TV… “Estou no ‘Zorra Total’, daqui a pouco estreia a nova temporada da ‘Escolinha do Professor Raimundo’… Sou contratado da Globo, então são 15 mil projetos lá. Tenho muitos projetos novos na emissora, mas não posso falar. E, além disso, gosto de costurar pra fora, então… No cinema, tenho 500 filmes para estrear: fiz um com o Leandro Hassum, um com Fabio Porchat, outro com o Adnet, estou filmando agora com a Regina Casé… É muita coisa! Uma galera da comédia, mas faço também drama, e gosto de fazer. Gosto de bons projetos”.

“Muito legal ver o filho enfrentando as dificuldades”

Na vida pessoal, Otavio está feliz pelo desabrochar artístico de seu filho com Preta Gil, Francisco Gil, que acaba de lançar mais uma banda, ao lado do tio José Gil e do primo João Gil: os Gilsons. “Admiro demais a persistência dele. A música é uma coisa que não está fácil. E ele batalhando pra caramba, fazendo show, cheio de projetos… Muito legal ver o filho fazendo o que gosta, trabalhando, enfrentando as dificuldades. Aliás, ‘Benzinho’ é um pouco sobre isso”. (por Michelle Licory)

Você também pode gostar