Publicidade
Neste ano, o Cine Ceará teve recorde de inscrições / Crédito: Divulgação
Cena de ‘Notícias do fim do mundo’, de Rosemberg Cariry / Crédito: Divulgação

O Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema chega a sua 29ª edição e, dessa vez, com recorde de inscritos – mais de 1.271 filmes de 12 países (México, Argentina, El Salvador, Venezuela, Chile, Peru, Espanha, Portugal, Cuba, Colômbia, Bolívia e Brasil). Entre os dias 30 de agosto e 6 de setembro serão exibidos mais de 40 filmes, entre curtas e longas, nos cinemas de Fortaleza.

Depois de estrear no Festival de Cannes, onde foi premiado como melhor filme na mostra ‘Un Certain Regard’, a ficção “A Vida Invisível”, de Karim Aïnouz, marcará a abertura do evento, fazendo sua estreia nacional. O diretor cearense será homenageado antes da exibição e receberá o troféu Eusélio Oliveira. Além de Aïnouz, estarão presentes as atrizes Fernanda Montenegro, Julia Stockler e Carol Duarte.

No sábado, o longa “Maria do Caritó”, de João Paulo Jabur, terá sua première mundial com a presença do autor Newton Moreno, responsável pela peça homônima da produtora executiva Elisa Tolomelli e da atriz Lilia Cabral, que, a propósito, será a segunda homenageada do Cine Ceará, recebendo também um troféu. Na mesma noite, o primeiro dos sete longas que concorrem ao prêmio Mucuripe será exibido: “Canção Sem Nome” (Peru), de Melina León, que também fez sua estreia em Cannes.

Os vencedores das duas mostras competitivas levam para casa o troféu Mucuripe. Os longas serão premiados nas categorias Melhor Filme, Direção, Fotografia, Montagem, Roteiro, Som, Trilha Sonora Original, Direção de Arte, Ator e Atriz. Já os curtas concorrem nas categorias de Melhor curta-metragem, Direção, Roteiro e Produção Cearense.

Confira a lista de indicados ao prêmio da mostra competitiva Ibero-Americano de longa-metragem:

‘A viagem extraordinária de Celeste García’, de Arturo Infante (Cuba-Alemanha)
‘Canção sem nome’, de Melina León (Peru-Espanha-Estados Unidos)
‘Greta’, de Armando Praça (Brasil)
‘Luciérnagas’, de Bani Khoshnoudi (México-Grécia-República Dominicana)
‘Notícias do fim do mundo’, de Rosemberg Cariry (Brasil)
‘Ressaca’, de Vincent Rimbaux e Patrizia Landi (Brasil)
‘Vozes da Floresta’, de Betse de Paula (Brasil)

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Instagram

Twitter