Publicidade
Chitra Stern || Diego Guerra
Chitra Stern || Diego Guerra

No Dia Internacional da Mulher, Glamurama entrevistou uma das mais empoderadas empresárias do pedaço, daquelas que fazem as coisas acontecerem e sonhos se realizarem. Chitra Stern, junto com seu marido Roman, é o nome à frente do Elegant Group, empresa que iniciou suas atividades em 2010 com o empreendimento Martinhal Sagres Beach Family Resort, na região do Algarve, em Portugal. Desde então, a rede de hotéis Martinhal não pára de crescer, colecionando histórias e bons momentos profissionais e pessoais. Nascida em Singapura, Chitra concilia a missão de empresária com a de mãe de quatro filhos, e conta por quê escolheu Portugal para viver e iniciar a carreira no mundo dos negócios. Tem papo sobre empreendedorismo, empoderamento e muito mais. Espia!

Glamurama: Quem é a Chitra antes do empreendedorismo?
Chitra: Sou de Singapura e meus pais são da Índia. Sempre fui mais acadêmica do que esportiva, porque em Singapura as notas escolares são muito importantes.  Sou filha de imigrantes. Minha mãe sempre quis que eu entrasse em uma universidade no Reino Unido. Então fui para Londres para estudar engenharia eletrônica e depois da graduação entrei na PriceWaterHouse. Trabalhava mas também fazia provas, testes, para me qualificar no CPA (Certified Public Accountant). Depois mudei para consultoria, onde eu conheci meu marido, Roman. Ele se mudou de Zurich para Londres. Saí do PriceWaterHouse depois de seis anos e entrei na London Business School para fazer dois anos de MBA, entre 1998 e 2000. Foi nessa época que percebi que queria ser empresária e meu marido também, então decidimos começar algo nosso. Tivemos algumas ideias diferentes e então conhecemos o Algarve, em 2001. Achamos tudo fantástico, a receptividade, as pessoas falavam inglês muito bem, as praias, a comida excelente. Decidimos que seria onde faríamos um projeto. Um momento importante foi quando compramos uma casa e começamos com um escritório na garagem.

Glamurama: Como é conciliar a vida de mãe e empreendedora?
Chitra: É uma montanha russa! Escolhemos Portugal para morar porque é um ambiente muito bom para começar uma família. Isso foi uma parte importante, o clima, o estilo de vida, além da segurança. Começamos os negócios e em 2002 tivemos nosso primeiro filho. A vida mudou para sempre. Tivemos quatro entre 2002 e 2010. Eu sou aquela mãe que quer fazer tudo para eles. Foram 36 meses de gravidez e 54 meses amamentando. Foi muito difícil, 10 anos para criar o projeto do primeiro Martinhal, em Sagres, passando pela crise global de 2008. O último filho nasceu em 2010 quando abrimos o primeiro Martinhal. Foi uma década cheia, mas nunca faria diferente. Gosto muito de ter filhos e também de criar as coisas no mundo dos negócios.

Glamurama: Qual a dica para as mulheres que estão começando ou têm vontade de entrar para o mundo dos negócios?
Chitra: Você consegue! Confie em você.  Sem fazer não saberemos se podemos. A vida de empresária não é fácil porque tem muitas chances de falhar e não ter sucesso. Tudo é experiência. A empreendedora vai se construindo pouco a pouco.

Glamurama: Por falar em família, o diferencial da Martinhal é justamente ser uma marca familiar. Fale um pouco sobre isso: 
Chitra: O Martinhal é uma marca de luxo que foca nas famílias. Os hotéis em geral não possuem atividades para todas as pessoas e idades, que sirva tanto para crianças como para os pais. Existem produtos para crianças, como a Disneylândia em Orlando, que é fantástico, mas é cansativo para os pais. Existem outros que são bons para os casais mas as crianças não ficam confortáveis. Queremos cuidar da família inteira, desde os avós até os bebês. Queremos fazer as férias serem boas para todos. Nos restaurantes, por exemplo, temos uma equipe para cuidar das crianças depois que jantarem para que os pais possam tomar um vinho juntos, tranquilos. Nos Kids Club os pais podem se divertir junto com os filhos, também. Pensamos em todos os momentos para a família.

Glamurama: A novidade agora é o Martinhal Residences, qual o diferencial?
Chitra: O Martinhal Residences tem o conceito do ‘branded hotel residences’. Com a marca que desenvolvemos desde o início o projeto fez sentido. A ideia é ter um hotel nos primeiros andares e, nos acima, residência, onde os moradores têm todos os serviços de hotel. Também existem os coworking spaces, ou seja, além do apartamento para morar, um local para poder trabalhar, o Kids Club com staff para as crianças brincarem. São vários elementos do ‘brand residences’, mas com a nossa marca. Esse conceito está se espalhando pelo mundo inteiro, mas nossa marca foi construída para a família e pensamos em todos os detalhes para um apartamento perfeito para se viver.

Glamurama: Quais os novos projetos?
Chitra: A United London International School, que fica a cinco minutos do Martinhal Residences, tudo no Parque das Nações, um lugar moderno, com arte urbana, auditórios, restaurantes, bares, transportes como metrô, estação de trem, carros, ônibus… Para uma família que quer se mudar para Portugal, uma escola internacional é muito importante. Ela fica no meio do Education Hub, que será a segunda parte do projeto. No futuro, teremos a oportunidade de levar a marca Martinhal para outros países, por enquanto temos que nos concentrar em levar os projetos atuais em frente.

A United Lisbon é uma escola internacional com muitos pontes fortes – um curriculum Americano, com I,  diploma para décimo primeiro e décimo segundo anos, uma forte concentração na tecnologia, uma forte concentração no desporto (já temos uma co-operação com O Sporting Clube de Portugal). Todos os alunos terão acesso a oportunidades globais.

*

Em tempo: o Education Hub será um espaço de onde alunos dos últimos anos escolares poderão trocar experiências profissionais, que vai receber startups da Atlantic Hub, focada em empresas brasileiras que querem expandir seu negócio em outros países e ter Portugal como porta de entrada: “O Edu Hub, com mais de 29 mil metros quadrados é um grande centro de união de ideias, investidores, empreendedores, empresários, estudantes que querem conhecer tudo sobre o ecossistema de Portugal, de negócios, envolvendo muita inovação, tecnologia… um amplo espaço para diversas empresas e também no coração dele o Atlantic Station, um lugar para trabalhar, aprender e também se conectar. O Atlantic Hub, junto com o Martinhal, poderá fazer um grande trabalho e ajudar cada vez mais esses empresários brasileiros que querem vir para Portugal como um primeiro país de expansão de negócios na Europa”, conta Eduardo Migliorelli, CEO da Atlantic Hub.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Milan Guide

Milan Guide

Estou prestes a embarcar para o Salone Del Mobile.Milano, um marco na indústria do design que celebra sua...
Festa Rabanne na NK

Festa Rabanne na NK

  Uma noite em clima disco para celebrar a abertura da Rabanne em sua primeira operação na América...

Instagram

Twitter