Glamurama aponta a nova geração de talentos que carrega a música no DNA

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Em sentido horário: Chico Brown, Francisco Gil, Bruna Araújo, Chicão e, no centro, Zeca Veloso || Créditos: Reprodução

Chicão (filho da Cassia Eller), Chico Brown (filho de Carlinhos Brown), Bruna Araújo (filha Emanuelle Araújo), os integrantes da banda Gilsons (meninos da família Gil), os meninos da Dois Reis (filhos de Nando Reis), Tom Veloso e Zeca Veloso (filhos de Caetano Veloso)…

Glamurama reuniu músicos que têm em comum a herança artística. Uma nova geração que chama de pai, mãe ou avô ícones da MPB, como Carlinhos Brown, Chico Buarque, Gilberto Gil e Cássia Eller, e que, cheios de talento e personalidade, já estão dando o que falar.

Chico Brown

Chico Buarque e Chico Brown || Créditos: Reprodução Instagram

Francisco Buarque de Freitas teve a sorte de ter nascido em uma das famílias de maior relevância artística do país, mas não é “só” por isso que a gente tá de olho nele. Filho de Helena Buarque de Hollanda e Carlinhos Brown, ele cresceu no batuque – em Salvador é tradição colocar crianças para batucar logo cedo, e se você for filho de Brown então… Aos 11 anos mudou-se para o Rio, onde moram seus avós maternos – Marieta Severo e Chico Buarque.

Hoje, com 21 anos, é conhecido por Chico Brown, nome artístico criado por ele com a junção dos nomes de seu pai e seu avô, e está prestes a terminar o curso de Produção Fonográfica da faculdade Estácio. Junto com uma banda formada por amigos de colégio e da vida tem experimentado novos sons tocando em casas noturnas cariocas. Sua projeção musical passou a ganhar forma em agosto de 2017 com o lançamento de “Massarandupió” (ouça abaixo), música composta em parceria com Chico Buarque e que faz parte do último disco do avô, “Caravanas”. Agora o músico se prepara para lançar seu primeiro CD pela Biscoito Fino.

Gilsons

Da esquerda para a direita, Francisco Müller, José e João Gil, integrantes da banda Gilsons || Créditos: Reprodução Instagram

O projeto que reúne Francisco Müller, José Gil e João Gil, (José é filho de Gilberto Gil, Francisco de Preta Gil e João de Nara Gil) deriva da banda Sinara e nasce pelo gosto em comum do trio pela música baiana. A primeira apresentação aconteceu em agosto, no Rio, com repertório que reuniu composições autorais e sucessos do patriarca da família Gil, além de Olodum, entre outros. Eles já gravaram duas músicas, “Love, Love”, escrita por José Gil e Julia Mestre, e um cover de “Várias Queixas”, do Olodum. Ambas ainda sem data de lançamento.

Em tempo: Até o final do ano, os Gilsons devem apresentar um show oficial de lançamento do projeto. Por enquanto, podemos acompanhar tudo na recém-criada página deles no Instagram.

Abaixo, Gilberto Gil cantando com Gilsons a música “De Onde Vem O Baião” em especial do Multishow.

Dois Reis

Theo e Sebastião, os irmão da banda 2 Reis || Créditos: Reprodução Instagram/Lucas Redondo

Ao crescerem “numa casa cheia de discos, livros e instrumentos musicais”, não era de se estranhar que Theo e Sebastião, dois dos cinco filhos de Nando Reis, se tornassem músicos. “Era um barato ser uma das poucas crianças na companhia daquele bando de roqueiros”, contou Theo ao Glamurama sobre sua infância acompanhando o pai nos shows dos Titãs e depois na carreira solo. Hoje os irmãos ganham cada vez mais fãs com a banda “2 Reis” e, apesar da diferença de idade de quase dez anos, Theo e Sebastião têm uma química das boas no palco. Vale conferir!

Tom e Zeca Veloso
Neste grupo da nova geração de músicos podemos dizer que Tom e Zeca Veloso estão em um momento mais ‘mainstream’, já que estão rodando o mundo com o pai, Caetano Veloso, e o irmão mais velho, Moreno, com a turnê “Ofertório”, um sucesso grande sucesso de crítica e público. Antes disso, porém, Tom já estava acontecendo na cena musical com a banda Dônica, com quem gravou os CD “Continuidade dos Parques”, em 2015, e “Dônica”(2017).

Bruna Araújo

Bruna Araújo || Créditos: Divulgação/ Rodrigo Lopes

Só de olhar para Bruna Araújo nota-se de quem ela é filha. Além da impressionante semelhança física com a mãe, a cantora e atriz Emanuelle Araújo, a jovem baiana de 24 anos decidiu seguir os mesmos passos dela e está lançando neste domingo seu primeiro EP. Diferente da espevitada Emanuelle, Bruna tem um estilo mais autoral, intimista, low profile. “O Ar que Tenho em Mim”, seu álbum de estreia, reúne seis canções de sua autoria, sendo que duas delas – “Mãe” e “O Vento” – foram escritas em parceria com o poeta Flávio Morgado e misturam ritmos regionais, eletrônicos, além de referências da MPB. O lançamento acontece nas plataformas digitais.

Sua história na música começou ainda na adolescência, quando formou com amigos, entre eles Chicão, filho de Cássia Eller, a banda “Zarapatel”, que considera sua escola neste cenário.

Chico Chico (Cássia Eller)

Chico Eller || Créditos: Reprodução Multishow

Francisco Eller, o famoso Chicão, filho de Cássia Eller, preferiu adotar como nome artístico Chico Chico – assim mesmo, duas vezes! Cantor e compositor, ele faz um som que mistura MBP a elementos de folk e rock. Aos 23 anos, o único herdeiro da intérprete que morreu em dezembro de 2001, trancou a faculdade de Geografia, na Universidade Federal Fluminense, em Niterói, e integra atualmente a Banda 13.7. Em abril, cortou os longos cabelos cacheados e ficou ainda mais parecido com sua mãe. Chicão é filho de Cássia com um amigo, o músico Tavinho Fialho, que morreu em um acidente de carro antes dele nascer. Quem o criou após a morte da mãe e se tornou sua família foi a companheira da Cássia, Maria Eugênia.

 

Você também pode gostar