Neymar Jr. em seu leilão beneficente
Neymar Jr. em seu leilão beneficente || Créditos: Paulo Freitas

Neymar, recém-separado, arrecada R$2.5 mi no 1º leilão de sua Fundação

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Neymar Jr. em seu leilão beneficente || Créditos: Paulo Freitas

Aos 25 anos, Neymar Jr. conseguiu reunir na noite dessa quinta-feira, no Hotel Unique, em São Paulo, estrelas globais e convidados de peso para o 1º leilão beneficente do Instituto Projeto Neymar Jr. Criada em 2013, a ONG tem como principal objetivo ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade através de atividades esportivas, educativas e sociais. Para participar, de acordo com o site oficial, é necessário seguir alguns critérios, como ter entre 7 e 14 anos, renda familiar de até R$140 per capita e estar matriculado em uma das quatro escolas da rede municipal de Praia Grande, na Baixada Santista.

Poucas horas antes do evento, uma noticia tumultuou a vida pessoal do anfitrião: era especulado pela mídia que Neymar e Bruna Marquezine teriam rompido o namoro. Logo em seguida, no tapete vermelho, o jogador confirmou o episódio. “Essa é a última vez que vou falar da minha vida pessoal. Sim, estamos separados. Somos amigos e resolvemos dar um tempo. Conversamos muito a respeito disso e decidimos por esse caminho. Desejo o melhor para ela e toda felicidade do mundo”, contou, antes de seguir para o salão onde era servido o jantar.

Rafaella Santos, a irmã do craque, chegou pelo lobby do hotel e desceu com duas amigas, riscou o red carpet e não falou com a imprensa, a assessora da moça inclusive a acompanhou de ponta a ponta.

Oito lustres de cristal davam o tom do décor pontuado por vasos com palmeiras e orquídeas brancas que enfeitavam tanto a antesala quanto o centro das mesas de jantar – 60 no total, com dez lugares cada. Neymar estava acompanhado da mãe, Nadine Santos, e do pai, Neymar da Silva Santos, e a família sentou numa mesa retangular bem em frente ao palco. Tom Cavalcante abriu oficialmente a noite, com um pocket show que reuniu seus melhores personagens. Fez esquetes e imitou os ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso. “Vão comendo que eu vou falando. Aqui é igual churrascaria”, brincou.

O jantar, feito pelo buffet do próprio hotel, ofereceu aos convidados tomate confitado com mousse de queijo de cabra e pesto de castanha de entrada, mignon ao molho de cogumelos silvestres e sorrentine de polenta cremosa como prato principal e um trio de sobremesas: pudim de caramelo salgado e chocolate amargo, macarron de açaí e creme brûlée de gengibre. Para beber, o vinho tinto italiano La Mora Maremma Toscana Rosso, champagne, uísque e cerveja.

“Em nome da minha família e do Instituto, estamos muito felizes e queria agradecer a presença de todos nesta noite. Todos me perguntam: por que uma instituição de um cara que ainda está em atividade? Nós somos fruto daquele ambiente, que é a Praia Grande. Meus filhos foram as primeiras crianças do Instituto e usamos sim a imagem do Neymar, usamos a possibilidade de fazer o melhor, estamos felizes com o tamanho e magnitude que alcançamos”, disse Neymar pai ao subir ao palco para abrir oficialmente a noite. A fala dele comoveu sua mulher, que não conteve as lágrimas, e deixou Neymar emocionado. O jogador subiu ao palco para abraçar o pai, agradeceu e disse em tom de brincadeira: “Espero que eu possa ver muitas mãos levantadas aí, pelo amor de Deus”. E viu.

A noite arrecadou R$2.5 milhões com um total de 30 lotes, todos eles exclusivos e inéditos. Comandado por Luciano Huck e Claudia Leitte, o leilão contou com algumas raridades, como um encontro com Roberto Carlos, acompanhado de um livro com toda obra do cantor – assinado por ele, claro – e uma garrafa de Dom Péringnon Brut 1971.

O valor final? R$61 mil arrematados por Ana Paola Diniz. A irmã de Neymar não ficou de fora e por R$22 mil levou para casa um terno sob medida de Ricardo Almeida e um vestido da estilista Patricia Bonaldi. Neymar não saiu de mãos vazias e disputou real a real o lote 5: um camarote para 18 pessoas em um jogo do campeonato Brasileirão no Allianz Parque. O valor? R$25 mil! Com direito a open bar e open food. Levou também o lote 26 – tratamentos estéticos na Clínica Mais – por R$10 mil, segundo o próprio, um presente para sua mãe.

O fim de semana em Angra dos Reis com Rodrigo Faro valeu R$75 mil, já pular Carnaval com Sabrina Sato e sua turma no Rio de Janeiro foi vendido por R$82 mil. A família Diniz estava em peso no evento, e a mesa 27, na qual sentou João Paulo Diniz, era a mais animada – o filho dele, Eduardo Carvalho Diniz, chamado de “Dudu” por Huck, insistia em arrematar alguma coisa. Depois de muitas tentativas, conseguiu. Levou para casa o lote 9: encontro especial com Gabriel Medina, por R$34 mil. Após a euforia, o leiloeiro anunciou que valores a partir de R$10 mil poderiam ser divididos em até três vezes.

Durante o leilão, que terminou quase 1 da manhã, Luciano e Claudia insistiam para que os convidados ficassem sentados – o pedido foi em vão e nos últimos lotes a atenção era nos celulares e em conversas paralelas. “Quem estiver de pé a gente já vai achar que está dando um lance”, dizia Luciano. “Vamos trazer dinheiro para esse Instituto porreta”, esbravejava Claudia, que cantaria logo em seguida para o público impaciente. Neymar não parava de receber pedidos de fotos, autógrafos e até assinatura em camisetas da seleção brasileira ele fez – sempre simpático e solícito com o grande número de crianças que estava no evento, a maioria delas filhos de empresários e amigos da família. Entre os convidados estavam Sabrina Sato, linda de Alexander McQueen, e Fernanda Motta, com longo assinado por Stella McCartney. Bia Doria também estava por lá. Tom Cavalcante fez questão de cumprimentar a primeira-dama com um forte abraço. Ela não se empolgou e não deu nenhum lance – se limitou a tomar Coca-Cola zero durante toda noite e conversar com as amigas com quem dividia sua mesa.

O show de Claudia Leitte cumpriu o que prometia: muita animação. Neymar, que assistia a tudo de camarote, em sua mesa privilegiada, foi logo chamado ao palco e fez jus ao seu novo status: dançou sertanejo e cantou até o hit “Despacito”, foi ao chão ao lado de amigos e por minutos esqueceu que estava rodeado de seguranças – item indispensável na noite. Por volta das 2 horas da manhã, o anfitrião deixou seu evento com cara de festa de aniversário, e avisou: “Ano que vem tem mais. Maior e melhor”. Recado dado… (Por Matheus Evangelista)

Você também pode gostar