Idris Elba, Naomi Campbell e Edward Enninful
Idris Elba, Naomi Campbell e Edward Enninful || Créditos: Reprodução

Naomi Campbell, Idris Elba e outras personalidades negras se posicionam sobre fechamento forçado de centro LGBTQ em Gana

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Idris Elba, Naomi Campbell e Edward Enninful
Idris Elba, Naomi Campbell e Edward Enninful || Créditos: Reprodução

O fechamento forçado de um centro LGBTQ de Gana, na semana passada, não passou despercebido de algumas das maiores personalidades negras do mundo. Indignadas com o que consideram ser preconceito sexual, muitas delas se juntaram para escrever uma carta aberta endereçada ao presidente do país localizado na África Ocidental, Nana Akufo-Addo, pedindo a ele mais tolerância.

A carta conta com a assinatura de grandes nomes como a supermodelo Naomi Campbell, a atriz Michaela Coel, o ator Idris Elba, o editor da “Vogue” britânica Edward Enninful, a chefe de marketing da Netflix Bozoma Saint John e o estilista Virgil Abloh, diretor-criativo da Louis Vuitton e CEO da Off White.

O caso data do último dia 24, quando soldados da Segurança Nacional de Gana invadiram um centro LGBTQ e ordenaram que seus responsáveis o fechassem, sob a alegação de que estavam promovendo atividade ilegal – Gana é um dos países africanos que ainda trata a homossexualidade como crime.

“Nossos irmãos de Gana precisam saber que vocês são amados e importantes o suficiente para merecerem um lugar seguro a fim de compartilhar suas experiências”, Campbell e companhia escreveram na carta. “É inaceitável para nós que vocês não se sintam seguros, e atos como os do dia 24 de fevereiro nos deixam com ainda mais vontade de defendê-los”, a turma concluiu. (Por Anderson Antunes)

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…