Naldo em Campos do Jordão: “Aqui está até quentinho”. Entenda essa…

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Naldo em Campos: o clima em pauta

Depois de esquentar o público do Campos Winter Music em Campos do Jordão, na madrugada fria deste sábado, Naldo bateu um rápido bate-papo com Glamurama. O funkeiro carioca, que ganhou o Brasil há pouco mais de um ano e atualmente cobra R$ 150 mil para fazer shows, falou sobre o lançamento de seu novo CD “Na Veia Tour”, as participações especiais da gravação do seu primeiro DVD, em julho, e sobre o frio da serra paulista. Confira!

– Está fazendo cinco graus lá fora. O que você mais gosta do frio? “Curto frio, mas sou do Rio de Janeiro, né? Prefiro o calor. Mas para mim é mais gostoso para dormir, a gente come melhor, dorme melhor, se veste melhor, incrementa mais o visual, fica bacana.”

– Já viajou para esquiar? “Ainda não, mas peguei neve em Nova York a primeira vez que eu fui para lá há uns três anos. Nunca fui esquiar no Chile, essas coisas. Mas ontem [quinta-feira] fiz um show em Lages [SC], e estava menos três graus! Aqui está mais quentinho.

– E como está a carreira internacional? “Agora lanço o CD “Na Veia Tour” para alguns países do mundo e novembro lanço CD em espanhol. Em julho, tenho o DVD para gravar no dia 3 de julho, no Credicard Hall, em São Paulo, com participação da Ivete e do rapper Fat Joe. Depois faço uma turnê por algumas cidades dos Estados Unidos. Foi inesperado, mas o público está bem bacana. No ano que vem, participo do Brazilian Day em Nova York e Toronto.”

Você também pode gostar