Miley Cyrus e DaBaby
Miley Cyrus e DaBaby || Créditos: Reprodução

Miley Cyrus nada contra a maré ‘hollywoodiana’ e se oferece para ajudar o polêmico rapper DaBaby

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Miley Cyrus e DaBaby
Miley Cyrus e DaBaby || Créditos: Reprodução

Famosos que caem na desgraça de sair por aí dando declarações homofóbicas geralmente são cancelados, e com razão. Mas Miley Cyrus, como a influenciadora que é, se mostrou uma exceção nessa semana tão logo soube que o rapper DaBaby usou falas homofóbicas durante um festival de música em Miami.

“Como membro orgulhosa da comunidade LGBTQIA+ passei boa parte da minha vida tentando encorajar o amor, a aceitação e a abertura de mentes”, a cantora escreveu em um longo post que fez no Instagram sobre as agressões verbais de DaBaby, que é mais conhecido pelas múicas “Suge” e “Ball If I Want To”.

“A internet pode dar combustível para muito ódio e muita raiva e também pode criar um ciclo de cancelamento que poderia ser substituído por educação, informação, conversas e conexão”, continuou a popstar, que se ofereceu para ajudar o colega a entender melhor o universo gay.

DaBaby já se desculpou publicamente pelo que falou, o que afirmou ter feito num momento de ansiedade, mas foi dispensado pela gravadora e teve vários shows cancelados, inclusive um que faria no próximo Lollapalooza de Chicago eoutro, ainda mais hypado, no Governor’s Ball de Nova York.

Celebs ‘gay-friendly’ como Madonna, Dua Lipa e Elton John também usaram suas redes sociais para criticá-lo por apenas ter se desculpado depois que começou a sentir os prejuízos em sua carreira. Mas o astro do hip hop garantiu em entrevistas que realmente está arrependido. (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, o post que Cyrus fez no Insta sobre os comentários homofóbicos de DaBaby e a reação ao que ele disse [TEXTO EM INGLÊS]:

 

Você também pode gostar