Publicidade
Harry e Meghan Markle || Créditos: Reprodução
Harry e Meghan Markle || Créditos: Reprodução

Domingo foi dia de reviver o #Megxit, ao menos para quatro tabloides do Reino Unido com os quais Meghan Markle e o príncipe Harry decidiram “encerrar ligações de uma vez por todas”. Em carta enviada aos editores do “Daily Mail”, “The Sun”, “Daily Mirror” e “Daily Express”, e publicada no domingo pelo “The Guardian”, a duquesa e o duque de Sussex explicaram que a cobertura incessante que todos fazem sobre suas vidas, por vezes fugindo do que consideram ser a ética jornalística e o respeito à privacidade, os forçaram a tomar a decisão.

“Quando o poder é usado sem responsabilidade, a confiança que todos nós depositamos na indústria de mídia é reduzida”, Meghan e Harry escreveram na carta, na qual avisaram que não irão mais conceder entrevistas para nenhuma das publicações por considerarem a forma como são retratados em todas elas “tendenciosas, falsas e invisavias de maneira muito além do que seria razoável”.

Pra quem não sabe, a família real mais famosa do mundo mantém uma espécia de pacto de não agressão com a imprensa britânica, permitindo o acesso aos seus membros mais seniores até certo ponto e em troca de um pouco de espaço. Não há, no entanto, nenhum de cavalheiros nesse sentido que se estenda a ex-royals, como agora é o caso dos Sussexes, razão pela qual ninguém entendeu muito bem o motivo que os levou incluir os tabloides em sua lista negra a fim de acabar com uma relação que, na prática, já nem existia mais. (Por Anderson Antunes)

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Dia 10 de Abril

Dia 10 de Abril

Altas horas   Ver essa foto no Instagram   Uma publicação compartilhada por VIRAGE (@virage.paris) Não são as...

Instagram

Twitter