Meghan Markle e Harry || Créditos: Getty Images

Meghan Markle bateu o martelo: seu primeiro filho com Harry será educado em escola americana

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Meghan Markle e Harry || Créditos: Getty Images

Pensa que a futura mamãe Meghan Markle só tem mamadeiras e afins na cabeça às vésperas de dar à luz o primeiro filho com o príncipe Harry? De acordo com o pessoal do “E! Entertainment”, a ex-atriz está bem mais “adiantada” e inclusive já escolheu onde matricular o pequeno assim que ele atingir a idade escolar. E em se tratando de Meghan, é claro que ela vai, mais uma vez, quebrar uma tradição real de décadas – algo em que se tornou craque desde sua entrada para a família real mais famosa do mundo.

Glamurama explica: certa de que será muito importante ensinar o herdeiro sobre a importância de suas origens ianques, a duquesa de Sussex bateu o martelo e decidiu que ele será educado em uma escola americana, que no caso é a ACS Engham International School. Super conceituada, a instituição de ensino ainda tem a vantagem de ficar pertinho da Frogmore Cottage, no condado de Berkshire, onde Meghan e Harry em breve fixarão residência.

Historicamente, os Windsors sempre foram alfabetizados em escolas particulares de Londres. Harry e seu irmão, o príncipe William, estudaram na tradicionalíssima Wetherby Schoool. Já o príncipe George, primogênito de Wills, foi matriculado no começo de 2017 na Thomas’s London Day School de Battersea, também localizada na capital inglesa e um pouquinho menos formal que a Wetherby.

Voltando à ACS Engham, a escola tem um currículo 100% americano para estudantes com idades entre 4 e 18 anos, dispensa os uniformes mais enfeitados e é relativamente mais barata do que suas concorrentes britânicas: frequentá-la custa entre US$ 13 mil (R$ 48,5 mil) e US$ 32 mil (R$ 119,4 mil) por ano, ao passo que tanto na Wetherby quanto na Thomas’s London os custos anuais são maiores do que US$ 50 mil (R$ 186,6 mil). A propósito, Harry é entusiasta da ideia de ter um filho “meio gringo” em casa, quem sabe até com um sotaquezinho americano. (Por Anderson Antunes)

Estudantes da ACS Egham em momento de descontração: lá os uniformes são mais simples || Créditos: Reprodução
Você também pode gostar