Marianne Faithfull volta a falar sobre a morte de Jim Morrison. Só babado!

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

 

Marianne Faithfull e Jim Morrison, que morreu em 1971 em Paris

Marianne Faithfull voltou a falar sobre um assunto que a persegue muitos e muitos anos. Em entrevista à revista americana “Mojo”, ela reafirmou que Jean de Breteuil, seu namorado em 1971, foi mesmo o responsável pela morte de Jim Morrison, que aconteceu no mesmo ano. A cantora lembrou que  seu ex era traficante de heroína, e que foi ele quem trouxe para Morrison sua dose letal.

“A droga era muito forte, sim! E pura! E ele morreu. Mas eu não sabia nada sobre isso. De qualquer maneira, todos os que estavam ligados à morte de Morrison estão mortos também. Menos eu”, explicou. Na sua autobiografia, “Faithfull – An Autobiography”, lançada em 1994, a também atriz lembrou a noite em que o seu namorado foi encontrar Morrison. “Ele voltou de madrugada muito agitado e me acordou. Eu estava completamente drogada e sem nenhuma razão aparente, ele começou a me bater”, escreveu. “Ele estava com medo: Jim Morrison tinha morrido de overdose e era ela que tinha fornecido a droga”. Ui, babado histórico.

Você também pode gostar