Maria Zilda Araújo da Credipaz || Créditos: Paulo Freitas

Maria Zilda Araújo vai representar a Credipaz no almoço de lideranças e executivas femininas com o presidente Jair Bolsonaro

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Maria Zilda Araújo da Credipaz || Créditos: Paulo Freitas

Um dos projetos mais interessantes em se tratando de promover ajuda por meio do trabalho, a Credipaz será representada por Maria Zilda Araújo no almoço desta sexta-feira, no Palácio Tangará, em São Paulo, com a presença da primeira-dama Michele Bolsonaro e do presidente Jair Bolsonaro. Ela vai levar junto um projeto solidário de sucesso, baseado nos princípios do economista bengalês Muhammad Yunus, que ficou conhecido mundialmente como o “banqueiro dos pobres” após abrir o Grameen Bank, em 1983, que originou o conceito de microcrédito, no qual garantias não são necessárias. A importância desse projeto rendeu a Yunus o Prêmio Nobel da Paz de 2006. Maria Zilda Araújo sempre teve um olhar especial em ações sociais e sempre se dedicou a eles, assim como seu filho, o empresário João Araújo. Os dois defendem a bandeira do emprego como meio de vencer as desigualdades e se desenvolver.

Também foram convidadas para o almoço as empresárias Janete Vaz, presidente do Conselho do Laboratório Sabin; Marly Parra, conselheira da Hub; Gabriela Manssur, promotora de justiça e fundadora do Justiça de Saias; Dulce Pugliesi, uma das mulheres mais ricas do Brasil, do grupo Dasa, entre outras importantes representantes do empresariado feminino nacional. Também estão previstas as presenças das ministras Damares Alves (Família e Direitos Humanos) e Tereza Cristina (Agricultura), e Flávia Arruda (Secretaria de Governo).

Você também pode gostar