Liza Minnelli
Lady Gaga e Liza Minnelli no OSCAR de 2022. Foto: Neilson Barnard/Getty Images

Liza Minnelli só permite visitas de amigos próximos, que se preocupam com seu estado de saúde

1 Compartilhamentos
1
0
0
0
0

É preocupante o estado de saúde de Liza Minnelli, que está cada vez mais frágil. Atualmente morando em um pequeno apartamento em West Hollywood, na Califórnia, que comprou em 2016 depois de se desfazer de sua coleção inteira de Andy Warhols por um valor bem abaixo de mercado, a estrela de 76 anos vive praticamente isolada e só permite ser visitada por seus amigos mais chegados – que, por sua vez, precisam avisá-la com semanas de antecedência sobre a intenção de irem vê-la.

Alguns deles, que a viram recentemente, chegaram a ficar chocados com a lendária atriz, cantora, dançarina e coreógrafa vista por último no Oscar desse ano, no fim de março, quando surgiu no palco da premiação em uma cadeira de rodas e aparentando estar um pouco confusa para entregar, junto com Lady Gaga, a estatueta de Melhor Filme aos responsáveis por “CODA – No Ritmo do Coração”, da diretora americana Sian Heder. A noite, no entanto, acabou sendo “roubada” por Will Smith.

Minnelli sofre de várias doenças, mas a que mais lhe causa danos é a encefalite viral com a qual foi diagnosticada em 2000. Trata-se de uma disfunção neurológica que resulta em danos irreversíveis no cérebro, além de outras morbidades como a escoliose, que a deixa sentindo dores fortes nas costas e com problemas de dificuldade de locomoção. Essa última também fez com que a filha de Judy Garland se tornasse viciada em analgésicos e bastante depressiva, uma péssima combinação de males.

Por falar em Garland, tão logo se mudou para a Califórnia, a filha daquela que está entre as maiores estrelas da história de Hollywood, que morreu em 1969, providenciou que os restos mortais de sua mãe fossem removidos do mausoléu em Nova York onde estavam havia décadas para um cemitério de Los Angeles, apenas porque Minnelli queria mantê-los por perto. E já há quem diga que a icônica protagonista de “Cabaret”, o musical de 1972 que alavancou sua carreira, provavelmente não será vista em público novamente.

Você também pode gostar