Leonardo DiCaprio
Foto: Theo Wargo/WireImage,

Leo DiCaprio e bilionário das criptos roubam a cena em leilão beneficente

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Um leilão beneficente que rolou dias atrás, no badalado restaurante que fica no hotel de mesmo nome, Casa Cipriani, de Nova York, teve como destaques Leonardo DiCaprio e Sam Bankman-Fried. Organizado por apoiadores da ONG C.A.R.E. for Special Children, dos Estados Unidos, e cujo compromisso é ajudar crianças com necessidades especiais, o evento do bem foi batizado “Moonlight Gala” e, a partir de agora, deverá ser anual. E em sua edição inaugural as coisas “esquentaram” quando o desenvolver imobiliário americano Patrick Carroll anunciou aos presentes que doaria US$ 1 milhão (R$ 5,2 milhões) para a entidade – mas somente caso os outros presentes levantassem entre si a mesma quantia e para o mesmo fim.

O ator de 47 anos – que na ocasião tinha na cabeça um daqueles seus bonés que usa para não ser reconhecido – logo desembolsou US$ 50 mil (R$ 259,8 mil) para ajudar Carroll com seu objetivo. E em seguida foi a vez de Sam Bankman-Fried, fundador da plataforma de negociação de criptomoedas FTX, na qual tem o casal Gisele Bündchen (ex-namorada de DiCaprio) e Tom Brady como sócios. Dono de uma fortuna estimada em US$ 20 bilhões (R$ 103,9 bilhões), Bankman-Fried doou outros US$ 250 mil (R$ 1,3 milhão).

Em questão de minutos, US$ 900 mil (R$ 4,7 milhões) foram doados pelos convivas de Carroll, que aumentou sua oferta individual para a C.A.R.E. for Special Children para US$ 1,5 milhão, cifra rapidamente atingida. O resultado final da noite foi que mais de US$ 7 milhões (R$ 36,4 milhões) foram arrecadados para a ONG, e DiCaprio, por sua generosidade, ainda levou pra casa um pacote com direito a hospedagem gratuita para duas pessoas, por uma noite, na suíte presidencial do Casa Cipriani. Agora quem será a eventual companhia dele é um mistério, inclusive porque seu romance com Camila Morrone, segundo o que tem saído na mídia americana, já é coisa do passado para o vencedor do Oscar por “O Regresso”.

Você também pode gostar