Cosac Naify lança livro que revela a vida e obra da escultora Maria Martins.

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

A escultora brasileira Maria Martins, falecida em 1973, dividia a vida entre a embaixada brasileira em Washington – assumida pelo marido dela, Carlos Martins – e a arte. Hoje, há obras dela espalhadas pelo mundo, em museus de grande destaque, como o MoMA, de Nova York. Para homenageá-la, o editor Charles Cosac lança uma obra com textos de diversos autores e imagens de Vicente de Mello, que traçam a trajetória da artista. Algumas das obras aparecem pela primeira vez em fotografias, e mostram a busca do fotógrafo por esculturas de Maria ao redor do mundo.
* Um dos destaques da publicação é a abertura, feita pelo historiador Francis M. Naumann, que revela um pouco da vida de Maria Martins, dividida entre a escultura e as recepções sociais na embaixada de Washington. Uma das curiosidades narradas por Francis é a proximidade de Maria a Marcel Duchamp.

L'Impossible III: obra de Maria Martins exposta no MoMA, em Nova York

Você também pode gostar