Kim Kardashian
Reprodução/Instagram

Kim Kardashian é processada por violação de marca registrada

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Kim Kardashian lançou sua marca de cuidados com a pele, a SKKN BY KIM, no dia 21 deste mês. Porém, dias depois, a empresária e esteticista Cydnie Lunsford entrou com um processo contra a influenciadora por violação de marca registrada sobre o nome “SKKN”.

Na ação, Lunsford acusa Kardashian de cometer violação de marca registrada e concorrência desleal, além de atos e práticas comerciais enganosas, conspiração civil, enriquecimento sem causa e confusão reversa.

No processo, aberto na terça-feira (28), Lunsford alega que sua empresa, a Beauty Concepts, “conduzia negócios continuamente sob a marca SKKN + em Washington, DC e em Nova York desde agosto de 2018”.

No entanto, segundo mostram registros obtidos pelo site TMZ, a Beauty Concepts apresentou um pedido ao Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos EUA para registrar sua marca de design SKKN+ em março de 2021.

Kim rebate

Na quarta (29), a Kim quebrou o silêncio sobre a confusão. “É uma tentativa de prejudicar o nome e a reputação de minha cliente”, afirmou seu porta-voz em comunicado ao E!News. O advogado de Kardashian, Michael Rhodes, negou ainda qualquer irregularidade de seu cliente e prometeu lutar contra o caso no tribunal.

Você também pode gostar