Juliana Paes || Créditos: Miro/Revista J.P

Ju Paes: uma revolta, um procedimento facial e uma viagem

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Juliana Paes || Créditos: Miro/Revista J.P
Juliana Paes || Créditos: Miro/Revista J.P

Glamurama encontrou Juliana Paes para um bate-papo exclusivo na noite dessa segunda-feira no salão de beleza dela, o Espaço Juliana Paes, na Barra da Tijuca, Rio. A moça estava com aquele sorrisão gostoso de sempre, mas seu dia não tinha sido nada fácil. Como ela consegue passar por cima das pedras do caminho e manter o bom humor? Respirando fundo. Literalmente. (Por Michelle Licory)

“Hoje fui tirar o passaporte do Antonio [seu caçula] e na hora que cheguei até lá me exigiram uma documentação que não estava listada no site. É sempre assim… E isso acaba com seu dia, compromissos que já marcou, pra voltar em casa, buscar o tal documento. Isso me contrariou demais. Fiquei me sentindo impotente e revoltada com a burocracia, a falta de informação e o descaso com que o brasileiro é tratado. Todo dia. Pra passaporte, pra usar o plano de saúde… A gente é agredido todo dia. Mas sabe quando mexem com seu ego ou te contrariam demais? Tem sempre uma coisinha que você pode fazer, entrar no carro dois minutos, se concentrar. É mágico como respirar com consciência do que você está fazendo pode mudar seu estado de espírito. Mesmo.”

“Gerenciamento de estresse”

“Fiz um curso de gerenciamento de estresse na ONG Arte de Viver, que começou com o guru indiano Sri Sri Ravi Shankar. Ele primeiro trabalhou com refugiados de guerra totalmente transtornados, que perderam suas famílias inteiras, sem esperança. São cinco passos práticos para conseguir levar a vida – tão enlouquecida – com mais paz de espírito. Tem a ver com respirar e com a atitude que você toma diante das coisas que te acontecem. Você aprende a respirar e meditar. Nem sempre a gente consegue entrar em estado meditativo, mas respirar, sim. Teve épocas em que eu fazia todo dia. Faz, menina! Você vai adorar. É tipo quinta, sexta, sábado e domingo. A primeira parte do curso são só quatro ou cinco dias, e nos dias de semana nem toma o dia todo. Eles sabem que as pessoas precisam trabalhar. A parte 2 já são seis dias e não pode falar. Fiquei três dias sem emitir um som, logo eu que falo pra caramba. Estava grávida do Antonio.”

“Doeu, mas gostei”

Juliana se submeteu ao primeiro procedimento estético no rosto agora, aos 36 anos, e fez questão de dividir isso. “Fiz o Ulthera [tratamento não invasivo e não cirúrgico com tecnologia de ultrassom para efeito de lifting], com a minha dermatologista, Paula Bellotti. Doeu um pouquinho. Mas gostei muito, estou louca para fazer de novo. Senti uma firmeza, um tonus diferenciado. Esses equipamentos novos trabalham com as fibras mais profundas para produção de colágeno. Essa é a explicação que decorei. O ciclo do colageno leva um tempo, no mínimo 28 dias. E até três meses para o resultado cem por cento. No dia que você faz, percebe porque tomou um estímulo externo, mas ao longo do tempo fui sentindo mais, principalmente no contorno. Antes eu já estava pensando: ‘Será que estou com um papinho?’ Em determinados ângulos, uma foto ou outra… E aí percebi um viço bom na pele. Nunca tinha feito preenchimeto, nada disso. Minha primeira experiência em um tratamento facial foi positiva, gostei.”

Próxima parada: Austrália

Como a gente já contou, a atriz vai viver uma “editrix” de revista de moda em “Totalmente Demais”, próxima novela das sete da Globo, inspirada em “My Fair Lady”, com Fabio Assunção e Marina Ruy Barbosa de mocinha. “Quarta-feira a gente vai se reunir e vou saber um pouco mais do que já te contei. Por enquanto, só sei que a gente vai pra Austrália. Estou superfeliz. Não conheço. Feliz e apreensiva. Vão ser 15 dias longe das crianças. Nunca fiquei tanto tempo sem os dois. Não tem como levar. É uma viagem muito desgastante e vai ser só trabalho. Pedro tem 5 anos, até poderia ficar sem ir à escola, mas o Antonio não aguenta um voo de 15 horas.”

Você também pode gostar