Joss Stone || Créditos: Reprodução

Joss Stone afirma que foi deportada do Irã e colocada em “lista negra” por oficiais do país

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Joss Stone || Créditos: Reprodução

Pelo visto o Irã está “comprando briga” com tudo mundo nestes dias – até mesmo com Joss Stone. Em um vídeo que postou nessa quarta-feira em sua conta no Instagram, a cantora britânica relata que foi deportada de lá assim que aterrissou em um aeroporto local apenas para fazer uma conexão rumo a outro destino. Na estrada desde 2014 com a turnê global “Total World Tour”, Stone fez seu último show no dia 29 de maio, no Sudão do Sul, e não tinha nenhuma apresentação programada no país do sudoeste asiático, onde performances de artistas femininas são proibidas por lei.

Esse, aliás, teria sido o motivo da deportação dela. “Eles me colocaram em uma ‘lista negra’ de viajantes porque acharam que eu me apresentaria em público”, contou a intérprete de “Right to Be Wrong” no videozinho. Apesar do impasse – que ocorreu na Ilha Kish, no nordeste do Golfo Pérsico -, Stone garantiu que foi tratada profissionalmente pelas autoridades que a interpelaram.

A Ilha Kish é uma zona econômica livre aberta a turistas de todas as nacionalidades, mas pode ser particularmente perigosa para aqueles vindos do Ocidente, sobretudo do hemisfério norte: o agente da CIA Robert Levinson esteve no território iraniano em 2007, em missão especial para a agência americana, e desde então nunca mais foi visto. Em Washington, no entanto, a suspeita é que ele tenha sido detido a mando de oficiais do Teerã. (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, o vídeo que Stone postou no Insta [ÁUDIO EM INGLÊS]:

https://www.instagram.com/p/BzdBeH2nTjy/

Você também pode gostar