James Packer e Mariah Carey || Créditos: Reprodução

James Packer, ex-noivo de Mariah Carey, é investigado por ligação com o crime organizado chinês

0 Compartilhamentos
9
0
0
0
0
0
James Packer e Mariah Carey || Créditos: Reprodução

Mais conhecido como o ex-noivo de Mariah Carey, com quem terminou um romance de maneira controversa, James Packer está sendo investigado na Austrália por conta de sua suposta ligação com o crime organizado chinês. Maior acionista da Crown Resorts, que possui cassinos no país da Oceania e também em Londres, ele está sendo acusado de permitir que criminosos chineses lavem dinheiro nesses estabelecimentos, e também de lucrar com essas supostas operações ilegais. Em 2016, Packer também se tornou réu em uma investigação que ainda está em curso em Israel por supostamente ter dado presentes caríssimos para o primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu, e para o filho do político, Yair Netanyahu, em troca de favores.

O bilionário australiano enfrenta nesse momento uma fase bem ruim de seus negócios, com problemas que vão desde os atrasos para a inauguração de um novo cassino da Crown Resorts em Sydney à queda brusca no movimento de turistas internacionais em razão do estado de alerta ao qual o mundo foi submetido como consequência do surto de Covid-19. Além desses pepinos, dizem que até hoje Packer não superou o prejuízo que teve ao comprar um anel de US$ 10 milhões (R$ 46,1 milhões) para pedir a mão de Carey em casamento – a popstar se recusou a devolver a joia quando eles terminaram e tempos depois a vendeu por “apenas” US$ 2,1 milhões (R$ 9,68 milhões), só para se vingar dele. (Por Anderson Antunes)

Você também pode gostar