Publicidade
Carolina Dieckmann, Grazi Massafera, Bruno Gagliasso, Bruna Marquezine: parte do #ChicoSalgadoTeam || Créditos: Reprodução/ Instagram
Carolina Dieckmann, Grazi Massafera, Bruno Gagliasso, Bruna Marquezine: parte do #ChicoSalgadoTeam || Créditos: Reprodução/ Instagram

Bruna Marquezine, Bruno Gagliasso, Grazi Massafera, Carolina Dieckmann e Angélica: está todo mundo sarado, né? Mas cada um tem um biotipo. Glamurama bateu um papo com Chico Salgado, personal trainer de toda essa galera, que contou o que funcionou pra eles – e que pode funcionar pra você também. Vem ler! (por Michelle Licory)

Grazi Massafera, Chico Salgado, Angelica, Carolina Dieckmann e Bruna Marquezine || Créditos: Reprodução/ Instagram

Bruno Gagliasso: o ator chegou a ficar bem gordinho, quem lembra? O que fez a diferença no caso dele? “Ele odiava musculação, academia, aparelhos. Se pedisse para ir, ficava com o maior tédio, chateado. Mas descobri que ama luta, um exercício completo, que trabalha o corpo como um todo. É preciso observar como cada um reage aos estímulos. Com o Bruno, funciona correr na praia, por exemplo”.

Grazi Massafera: “Ela tem muita facilidade para emagrecer, então seu foco é ganho de massa. Se ela parar um pouco, já perde a massa magra. Com a Grazi, ficamos na linha da musculação. E nos cinco ou dez minutos finais a gente treina luta, que ela também ama”.

Bruna Marquezine: “Com ela, é a lei da compensação. Muita gente vê a Bruna e fala que ela está muito magra, que deve estar tomando isso ou aquilo, mas ninguém viu que ela estava há 1 ano e meio, dois anos treinando muito, com uma vida superativa. A gente estava treinando três, quatro, cinco vezes na semana. Bruna estava bastante regrada e tinha botado na cabeça que para a personagem em ‘Deus Salve o Rei’ precisava estar mais magra. Cuidou para ter uma alimentação certinha. Agora, de férias, fora do país, me escreveu que está sem tempo, mas que tem andado bastante a pé. ‘Durante o dia vou a museus, aqui e ali, sempre a pé’. À noite ela tem os compromissos dela, mas vai compensando. Quando temos hábitos saudáveis durante um tempo considerável, não importa a exceção porque a regra é sempre treinar e se alimentar bem. A Bruna às vezes fica 15 dias nas exceções, comendo mal e sem treinar, mas isso não tem um impacto significativo no físico dela porque na maior parte do tempo ela tem hábitos saudáveis”.

Angelica: A apresentadora tem 44 anos, e não 23 como Bruna, mas também está em ótima forma. “Com a Angélica é preciso fazer uma combinação com musculação, para que ela não tenha lesões, mas fazemos muitos treinamentos com o peso do próprio corpo. A base dela é a musculação, mas é outra que gosta de luta”.

Carolina Dieckmann: “Essa é a prova viva de que meu curso online é eficaz. Ela se mudou pra Miami com a família e me mostrou a estrutura que tem lá: uma área verde com piscina. Montei um treino usando o que a Carol tem disponível lá, usando bastante o peso do próprio corpo. Depois ela me disse que estava sentindo falta de um estímulo cardio. Perguntei: ‘Por que você não passa a fazer tudo aí de bicicleta?’ Ela respondeu ‘boa ideia’ e passou a ir ao curso de inglês, buscar o filho na escola, tudo de bike. Ficou muito mais ativa. Aqui no Brasil as pessoas têm medo de tudo, só usam o carro, mas lá se sentem mais seguras. Ela voltou muito sarada. Foi bem legal ve-la assim”.

Por falar em curso online: “Vou ser bem sincero, eu era um pouco contra. Achava muito difícil conseguir ter uma melhora do aluno, um resultado bom à distância, sem nunca ver a pessoa, seus hábitos. Só que quase todos os meus alunos têm a agenda louca: um dia estão no Rio, no outro em São Paulo, em Miami, na Europa. Eles me pediam: ‘Chico, monta uma série pra mim’. Falavam ‘ah, no hotel em que estou não tem academia’. Ao longo dos anos, fui monitorando à distância a Bruna, o Bruno, a Giovanna Ewbank, o João Vicente de Castro… E fui vendo que dava, que aquilo que eu era contra era sim possível, se eu conseguisse entender bem a individualidade de cada um, montar treinos específicos, mesmo que a pessoa esteja em um lugar com infra zero. ‘Estou sem saco de ir pra academia, estou em um lugar longe de tudo…’ Faz a série no seu quarto! Então montei várias combinações de exercícios fundamentais: abdomen, membros superiores, membros inferiores, prancha. Se feitos de forma progressiva, o resultado é ótimo”.

E mais: “Pra quem tem medo de fazer errado, mostro na mesma aula do meu curso três níveis: básico, intermediário e avançado. Você pode fazer o treino com a sua avó. É o mesmo exercício, de forma adaptada. Ouço muito que só cuido de celebridade, que não moro na cidade da pessoa [que me segue no Instagram], que sou caro. Então fiz questão de montar um treino democrático. Não é nada milagroso, viu? É a consistência do hábito. Isso que quero que o aluno tenha”.

Chico diz que bastam pequenas mudanças. “É muito Uber, iFood, itudo, né? Não, vai a pé! Vai você de bicicleta. Mora no quinto andar? Dispensa elevador. Mexa-se. Depois de um mês, depois de um ano… Isso faz muita diferença!”

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Dia 10 de Abril

Dia 10 de Abril

Altas horas   Ver essa foto no Instagram   Uma publicação compartilhada por VIRAGE (@virage.paris) Não são as...

Instagram

Twitter