Jack Nicholson
Foto: Divulgação/Warner Bros.

Item usado em cena por Jack Nicholson, que faz 85 anos, vai a leilão por mais de R$ 260 mil

10 Compartilhamentos
10
0
0
0
0

Essa sexta-feira (22) é toda de Jack Nicholson, o aniversariante do dia cujo nome está novamente nas manchetes não somente por conta de sua chegada aos 85 anos de vida, repletos de muitas aventuras mas também de filmes cujos faturamentos somados passam da cifra de US$ 3,1 bilhões (R$ 14,8 bilhões), mas também em razão de um certo machado que o astro usou em cena daquele que está entre seus maiores hits cinematográficos, o thriller psicológico “O Iluminado”.

Adaptado para a telona por Diane Johnson e Stanley Kubrick, que também o dirigiu em 1980, o longa não conquistou a crítica especializada da época, mas agradou o público e fez bonito nas bilheterias, arrecadando US$ 165 milhões (R$ 787 milhões) com a venda de ingressos em valores atualizados.

À medida que o tempo foi passando, “O Iluminado” ganhou cada vez mais ares de “cult” e até foi incluído, em 2018, nos registros da biblioteca do Congresso dos Estados Unidos por conta de sua “importância cultural, histórica e estética” para a sétima arte do país.

Foto: Divulgação/Warner Bros.

Na produção, Nicholson interpretou o zelador de hotel Jack Torrance, que aos poucos vai se tornando agressivo e perigoso, ao ponto de atacar os outros com machadadas e afins. Considerado um dos maiores vilões da história do cinema americano, Torrance voltou a ser notícia nessa semana por causa da ferramenta de lenhador que carrega durante boa parte da fita, agora disputada em um leilão do site americano “Gotta Have Rock and Roll” em que teve seu lance inicial fixado em US$ 55 mil (R$ 262,3 mil).

Um outro machado também usado por Nicholson nas filmagens de “O Iluminado” foi leiloado recentemente, e arrematado por um lance final de US$ 209 mil (R$ 997 mil).

Aposentado desde 2017, Nicholson optou por encerrar sua carreira em Hollywood devido à sua memória então cada vez mais falha que o impedia de decorar roteiros. Mas também porque, dono de uma fortuna de US$ 400 milhões (R$ 1,9 bilhão) e com uma filmografia invejável, achou que era hora de parar para curtir a vida fazendo as coisas que mais gosta, como assistir in loco as partidas do Los Angeles Lakers, o time de basquete do qual é fã, sempre que a equipe da NBA disputa uma em seu ginásio Crypto.com Arena de Los Angeles.

Você também pode gostar