História da primeira palhaça negra do Brasil será contada no documentário “Minha Avó era Palhaço!”

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Documentário “Minha Avó era Palhaço!” || Créditos: Divulgação

Principal atração do Circo Guarany nas décadas de 1940 e 1960, Maria Eliza Alves dos Reis, conhecida como ‘Xamego’, primeira palhaça negra do Brasil, terá sua história contada no documentário “Minha Avó era Palhaço!” Com data de estreia marcada para 2 de setembro, às 19h, no SescTV, a produção tem direção de Ana Minehina e Mariana Gabriel, neta de Xamego, que cresceu ouvindo histórias sobre o tempo de sua avó no circo. “São memórias que não saem da minha cabeça e que carrego com os meus guardados mais preciosos”, conta Mariana que também sonha em ser palhaça.

Na produção, são exatamente essas lembranças que vão reconstruindo a história de Maria Eliza através de depoimentos da família, de representantes do circo e de especialistas. É por meio da figura de Xamego que o documentário destaca a influência dos negros no espetáculo circense e o preconceito que sofriam nesse meio. Daise Gabriel, filha de Maria Eliza e neta de João Alves, o proprietário do Circo Guarany, conta que seu avô era o único negro em um seleto grupo dominado pelos brancos. Entretanto e felizmente, era respeitado e reconhecido. O machismo era outro revés que predominava na época.

O documentário aborda ainda o momento em que Maria Eliza resolveu ser palhaço; a participação da Caravana do Peru que Fala, do apresentador Silvio Santos, que levava diversos artistas ao circo; e os momentos difíceis do Circo Guarany. Imagens de arquivos e vídeos ajudam a narrar a história dessa mulher talentosa que morreu em 2007, aos 98 anos.

Você também pode gostar