Weinstein desembarcando em Burbank, na Califórnia
Weinstein desembarcando em Burbank, na Califórnia || Créditos: Reprodução

Harvey Weinstein viaja de jatinho para a Califórnia para ser réu em novo julgamento

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Weinstein desembarcando em Burbank, na Califórnia
Weinstein desembarcando em Burbank, na Califórnia || Créditos: Reprodução

Mesmo condenado por estupro e réu em diversos processos nos quais é acusado de ter cometido assédio e até abuso sexual, Harvey Weinstein continua viajando em grande estilo. Nessa quarta-feira, o ex-bambambã de Hollywood precisou ser extraditado de Nova York, onde cumpre uma pena de 23 anos em um presídio estadual de lá, para a Califórnia, onde a partir de setembro responderá a uma série de outros crimes sexuais de um novo julgamento, e o que fez a bordo de um jatinho que decolou em um aeroporto particular da Big Apple e desembarcou horas depois em Burbank.

Nos Estados Unidos, sempre que um presidiário precisa viajar de um estado a outro para ser ouvido pela justiça local, o mais comum é comum esse transporte seja feito em ônibus das polícias envolvidas no trajeto dele. Weinstein, no entanto, preferiu pagar por fora sua ida à Califórnia, sob a justificativa de que passa por problemas de saúde que poderiam ser agravados no caso de um transporte terrestre de longa duração.

Já o tempo que o ex-marido de Georgina Chapman permanecerá em terras californianas é uma incógnita, mas tem quem acredita que os promotores da Califórnia são ainda mais cascas-grossas do que os de NY, e cogitam pedir uma condenação de 140 anos para o outrora rei de Hollywood. A propósito, Weinstein continua afirmando ser inocente de todas as acusações que recebeu desde o estouro do movimento #MeToo, que ele desencadeou, e o que indica que suas chances de um acordo são escassas nesse momento. (Por Anderson Antunes)

Outros presidiários dos EUA fazem viagens desse tipo de ônibus
Outros presidiários dos EUA fazem viagens desse tipo de ônibus || Créditos: Reprodução
Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…