Glamurama prepara dicas para enfrentar o calor sem perder a saúde

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Batendo recorde de temperaturas em um dos verões mais quentes da história, alguns cuidados se tornam necessários para manter a temperatura do corpo e a hidratação equilibradas. O clínico geral do hospital Albert Einstein, Mauro Iervolino, explicou que a onda de calor pode vir acompanhada de fadiga, sensação de fraqueza, mal estar, dor de cabeça, tontura, desmaios e queda de pressão – sintomas associados à queda de umidade do ar. “Esses problemas de saúde são decorrentes da desidratação por causa da perda de líquidos, devido ao suor excessivo e à falta de ingestão de líquidos”. Veja abaixo algumas dicas recomendadas por Iervolino para manter o calor sob controle.

 

Vestir roupas claras e leves – Nada de preto e cores escuras durante o dia! As roupas devem ser leves e de cores claras, para refletir o calor.  Uma boa dica são os tecidos naturais, que permitem uma maior circulação.

 

Ingerir muito líquido – Um adulto deve tomar, em média, dois litros por dia para manter a hidratação equilibrada. Se for fazer atividade física, a ingestão diária pode passar para até três litros. “Uma dica para ver se a hidratação está sendo feita corretamente é se atentar à cor da urina. Ela precisa ser clarinha”, explica.

 

Alimentação mais leve – Abuse das frutas, vegetais, legumes e carnes grelhadas. “Os alimentos de  digestão fácil são os mais bem-vindos no calor. Evite alimentos muito gordurosos, porque  demoram para ser digeridos”. Atente-se também aos horários de suas refeições. O ideal é  manter uma alimentação fracionada, já que facilita a digestão e o funcionamento do corpo.

 

Cuidado ao conservar os alimentos – Com o calor, os alimentos se deterioram mais rapidamente. É preciso redobrar o cuidado com a refrigeração para evitar possíveis infecções intestinais.

 

Evite atividades físicas nos horários de pico de calor – Prefira praticar de manhã cedo ou no  final da tarde. Se for ao ar livre, evite se  expor diretamente ao sol, escolha lugares mais ventilados e de preferência na sombra. Item  obrigatório: protetor solar.

 

Ar condicionado – é bom para manter a temperatura do corpo mais baixa, mas é preciso se atentar para o ar não perder a umidade. “Os modelos mais antigos ressacam o ar, é importante deixar uma vasilha de água no ambiente para não ressecar demais. Os modelos mais novos já contêm um umidificador”.

 

Banhos mais frios – Além de revigorante, a temperatura mais baixa da água no chuveiro ajuda a diminuir a temperatura do corpo. Sem contar que economiza energia, o que é ainda mais importante em tempos de reservatórios baixos.

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…