Tom Brady e Gisele Bündchen
Tom Brady e Gisele Bündchen || Créditos: Reprodução

Gisele e Tom Brady estrelam comercial de mais de R$ 20 milhões para plataforma de criptomoedas

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Tom Brady e Gisele Bündchen
Tom Brady e Gisele Bündchen || Créditos: Reprodução

Lembra que o Glamurama contou que Gisele Bündchen e Tom Brady se tornaram acionistas da FTX Trading, uma plataforma de negociação de criptomoedas? Além de abocanhar uma fatia comercial, o casal também se tornou porta-voz oficial da empresa americana. Esta semana, começou a ser exibido em rede nacional, nos Estados Unidos, um comercial feito para a televisão, no qual a supermodelo e o quarterback aparecem ligando para um monte de gente, na tentativa de juntar quem mais for possível para investir em bitcoins e outras moedas digitais por meio da FTX.

O filminho de 90 segundos custou cerca de US$ 4 milhões (algo em torno de R$ 20,8 milhões) para ser produzido e outros US$ 20 milhões (cerca de R$ 104,2 milhões) para ser transmitido no primetime, horário mais nobre e caro da telinha dos EUA, que, no caso, são os intervalos comerciais dos jogos da NFL, a Liga Americana de Futebol. Ele começa com a brasileira puxando conversa com o marido, que pensa se tratar de mais uma investida para convencê-lo a se aposentar.

Fundador da FTX, o americano Sam Bankman-Fried, de apenas 29 anos, acredita que a parceria com os Brady-Bündchen valeu cada centavo até agora. “A Gisele e o Tom são duas pessoas que conseguiram chegar ao topo de suas carreiras, e é essa imagem que queremos passar, a de que também somos os melhores”, disse Bankman-Fried — cuja fortuna é estimada em US$ 8,7 bilhões (cifra de mais de R$ 45 bilhões) — em nota divulgada junto da peça publicitária.

Ninguém sabe dizer ao certo quanto da FTX Bündchen e Brady receberam, mas possivelmente isso será desvendado em breve. É que a companhia, fundada em 2017, já estaria sendo preparada para ser lançada na bolsa de valores, com um valor de mercado estimado em US$ 25 bilhões (R$ 130,2 bilhões) por enquanto. Caso isso aconteça, por regra, os nomes de todos os acionistas com mais de 5% de participação em seu capital deverão ser divulgados com riqueza de detalhes. (Por Anderson Antunes)

*

Dá o play aí embaixo para ver os Brady-Bündchen atuando no comercial da FTX Trading:

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…