Gemma Arterton será Jackie Kennedy no filme “37 Heavens”, que vai trazer à tona a vida amorosa da ex-primeira-dama dos EUA, além do casamento com Kennedy

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
A atriz Gemma Arterton, será Jackie Kennedy | Reprodução

Gemma Arterton, atriz de “King’s Man – O Início” e “007: Quantum of Solace” foi a escolhida para interpretar a ex-primeira dama dos Estados Unidos, Jackie Kennedy, nos cinemas. A história da socialite de Nova York, que se casou com o presidente John F. Kennedy e anos mais tarde com o magnata grego Aristóteles Onassis, promete ser muito bem documentada no longa “37 Heavens” (ainda sem tradução oficial em português), que tem a expectativa de frisar sua vida amorosa. Com direção de Marc Munden, a data de estreia do filme está prevista para o início de 2022.

O filme vai seguir a viagem de Jackie pelo Camboja, em 1967, com Harlech, um veterano de guerra e ex-embaixador britânico da Casa Branca e amigo dela. Ambos chegaram ao país pelo convite pessoal do Príncipe Sihanouk, que pretendia restaurar as ligações diplomáticas com os Estados Unidos, mas acabou se tornando uma espécie de guia turístico da ex-primeira dama. Na ocasião, Harlech estava em missão secreta de Robert Kennedy, cunhado da socialite, para negociar o fim da Guerra do Vietnã.

Recentemente, cartas privadas entre os dois foram descobertas, incluindo a proposta de um casamento secreto da parte de Harlech, que foi rejeitada por Jackie. “Se alguma vez eu puder encontrar alguma cura e algum conforto – tem que ser com alguém que não faz parte de todo o meu mundo de passado e dor. Posso descobrir isso agora, se o mundo permitir.”

Nesta viagem, ela também se relacionou com David Ormsby-Gore, conhecido como Lord Harlech (que será interpretado por Guy Pearce), um diplomata britânico que a acompanhava na missão. Os dois se conheciam há vários anos, já que ele havia trabalhado na Casa Branca. Em outubro de 1968, Jack casou-se com Onassis. Enquanto isso, Lord Harlech se casou com a socialite americana e editora da Vogue, Pamela Colin, em 1969.

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…