Filha de Vinicius, Maria de Moraes fala sobre expo pelos 100 anos do poeta

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Maria de Moraes e Miguel Jost, curador da exposição

“Uma pessoa doce, genial, mas extremamente simples. Tinha muito respeito pelo ser humano”. É assim que Maria de Moraes, a caçula de Vinícius de Moraes, se lembra do pai, que morreu quando ela tinha apenas 10 anos de idade. Hoje, Maria cuida, junto com a irmã, Georgiana de Moraes, da VM, empresa criada pela família do poeta que administra as questões relacionadas à obra dele.

É a primeira vez que a VM produz uma exposição sobre Vinicius, ainda em comemoração ao centenário do poeta, que foi no ano passado. Com curadoria de Miguel Jost e consultoria de conteúdo da própria Maria e de sua sobrinha, Julia de Moraes, a mostra ainda tem direção de arte de Batman Zavareze e cenografia de Suzana Lacevitz. São textos, frases, poesias, letras de músicas, livros, fotos e vídeos apresentados através de oito grandes instalações. Sem contar a programação de shows, palestras e leituras, com grandes nomes da arte ligados a Vinicius, como Toquinho, Edu Lobo, Paula Morelembaum, Miucha, Antônio Cicero, Ruy Castro e Luiz Schwarcz. “São pessoas que têm intimidade com a obra, como Miúcha, que batizou seu primeiro violão de Vinicius, e Luis Schwarcz, que edita a obra dele há quase 20 anos”, conta Maria.

A expo, que está acontecendo na Biblioteca Parque Estadual, no Rio, é gratuita e traz atividades para os estudantes. “Ele era um artista popular, deve estar amarradão”, completa a filha.

Para mais informações, clique aqui.

Detalhes da exposição “Vinicius de Moraes – 100 anos”
Você também pode gostar