Enzo Raia Celulari e Victória Grendene Bartelle || Créditos: Reprodução

Enzo Celulari curte férias na Europa a bordo do mega-iate de R$ 321,2 milhões do sogro

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Enzo Raia Celulari e Victória Grendene Bartelle || Créditos: Reprodução

O frio que tomou conta de boa parte do Brasil nesse fim de semana não foi sentido por Victória Grendene Bartelle e Enzo Raia Celulari. Namorando sério desde meados de 2017, o casal curtiu o calor que faz nesse momento no litoral da Europa viajando a bordo do Madame Kate, o mega-iate de € 74 milhões (R$ 321,2 milhões) comprado em 2015 pelo pai dela, Alexandre Grendene Bartelle (cofundador da fabricante de calçados Grendene), e batizado pelo bilionário em homenagem à sua inseparável bichon frisé Kate.

A julgar pelas últimas postagens de Victória e Enzo no Instagram, as paradas dos dois pelo velho continente incluíram alguns dos destinos de verão mais badalados de lá, como a região da Sardenha, na Itália, e Bordeaux, no sul da França. Mulher de Grendene Bartelle há mais de 20 anos, a empresária Nora Teixeira também compartilhou nesse domingo no Insta uma foto clicada em Cannes na qual aparece junto com o marido, a enteada e o filho de Claudia Raia e Edson Celulari.

Futura médica veterinária, Victória, de 24 anos, provavelmente deverá voltar ao Brasil nas próximas semanas para continuar seus estudos na faculdade. Já Enzo, de 22 anos, se dedica atualmente ao Instituto Dadivar, entidade fundada por ele e ligada ao mundo da moda, conforme o próprio contou em entrevista exclusiva ao Glamurama no ano passado.

*

Abaixo, confira um vídeo com imagens do Madame Kate e alguns cliques das férias europeias do casal…

Os dois em Bordeaux, no sul da França:

https://www.instagram.com/p/B0PAVqkg80p/

Victória num dos salões do Madame Kate durante uma parada em Mônaco:

https://www.instagram.com/p/B0ZFNHGhCqh/

Nora Teixeira e Alexandre Grendene Bartelle com o casal, em Cannes:

https://www.instagram.com/p/B0vTm3di-Ob/

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…