89962996
89962996

Empresa criada por Jessica Alba em 2011 pode ser vendida para Unilever

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
BEVERLY HILLS, CA - MARCH 30: The Honest Company hosted a conversation with Founder Jessica Alba and First Lady of Los Angeles, Amy Elaine Wakeland, for the Getty House Foundation Women's Leadership Series. Following, Mayor Eric Garcetti welcomed The Honest Company with co-founders Jessica Alba and Sean Kane to Los Angeles with a special ribbon cutting ceremony and proclamation on March 30, 2016 in Beverly Hills, California. (Photo by Stefanie Keenan/WireImage)
Jessica Alba || Crédito: Getty Images

Fundadora e principal acionista da The Honest Company, marca de produtos ecológicos para bebês, Jessica Alba mantém conversas avançadas com a gigante anglo-holandesa Unilever sobre a possível venda da companhia que ela criou em 2011. Jessica é dona de aproximadamente 20% do negócio, que já recebeu US$ 200 milhões (R$ 649,2 milhões) em investimentos e tem um valor de mercado em torno de US$ 1,7 bilhão (R$ 5,5 bilhões).

A Unilever, no entanto, está disposta a desembolsar no máximo US$ 1 bilhão (R$ 3,25 bilhões) na possível transação. A outra possibilidade, além da venda estudada por Jessica e seus sócios, é um IPO, ou oferta pública de ações, da Honest, cujas receitas neste ano deverão somar US$ 300 milhões (R$ 973,8 milhões).

Investindo cada vez mais em marcas ecologicamente corretas, a Unilever acertou na semana passada a compra da americana Seventh Generation, fabricante green de produtos para a casa, em um negócio estimado entre US$ 600 milhões (R$ 1,95 bilhão) e US$ 700 milhões (R$ 2,28 bilhões) em dinheiro. Em julho, a multinacional também pagou US$ 1 bilhão (R$ 3,25 bilhões) pela Dollar Shave Club, empresa de aparelhos de barbear que nasceu em 2011 de uma conversa informal entre dois empreendedores americanos. (Por Anderson Antunes)

Você também pode gostar