Frida Kahlo || Créditos: Reprodução

Dia Internacional da Mulher: Documentários dominam programação com histórias que vão de Frida Kahlo a Clementina de Jesus

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Frida Kahlo || Créditos: Reprodução

Segunda-feira, dia 8 de março, é Dia Internacional da Mulher, e a programação dos canais de TV e dos cinemas não vão decepcionar. Além de produções inéditas, diversos filmes e documentários que contam a vida e história de importantes figuras femininas brasileiras e estrangeiras serão exibidos ao longo do dia.

Para começar, Glamurama indica a estreia do documentário ‘Frida. Viva la Vida’, no National Geographic, às 17h10, desta segunda. Dirigido por Giovanni Troilo, a produção é uma jornada reveladora em busca de Frida pelo coração do México, com entrevistas exclusivas, documentos da época, reconstruções e um apanhado geral de suas obras, incluindo os autorretratos mais famosos – que incluem o que ela está com Diego Rivera (1931), Las dos Fridas (1939), La columna rota (1944) e El venado herido (1946). O doc. também retrata como, por meio de sua arte, Frida contou sua história com muita intensidade: sua dor física, seus abortos espontâneos, a tragédia de amor e a traição e seu compromisso político e revela quem foi, na verdade, Frida Kahlo.

Já o canal Curta!, a partir das 22h30, vai exibir “Clementina”. O documentário faz uma viagem através das músicas e da história de Clementina de Jesus. Os sambas mais poéticos, o batuque cheio de balanço e os cantos religiosos vão nos levando para o profundo mundo de Quelé. Marcada na história da MPB pela sua voz excepcional e repertório de música afro-brasileira, essa neta de escravos trouxe com o seu canto a alegria, a potência e o drama da condição do negro no Brasil. Considerada por muitos o elo perdido entre a cultura brasileira e as raízes africanas. Tanto na televisão quanto no streaming, o Curta! terá uma programação intensa voltada às mulheres.

Premiado no Hollywood Womens’s Film Festival em 2020, a versão curta-metragem do documentário “Como Ela Faz?”, promove reflexões sobre o tema da equidade de gênero no Brasil, e estreia no dia 4 de março no Cine Petra Belas Artes, em São Paulo. Já no dia 7 de março será exibido na TV Cultura, às 23h, e o canal GNT exibe o documentário no dia 8, Dia Internacional da Mulher.

“Como Ela Faz?”, acompanha um dia na vida de 12 mulheres e revela o significado amplo e complexo da palavra trabalho em suas vidas. Trabalho que vai muito além do profissional, abarcando a mãe, a esposa, a cuidadora, a provedora, a sonhadora. Ilustrado a partir de imagens e testemunhos pessoais, mulheres das mais diferentes profissões revelam as adversidades vividas por elas em suas jornadas diárias em busca de maiores oportunidades no mundo do trabalho. Os depoimentos são entremeados por declarações de especialistas, também mulheres, costurando um grande painel sobre a desigualdade de oportunidades em que nossa sociedade está inserida. As personagens mostradas são: Cristina Palmaka | Presidente da SAP Brasil; Adriana Barbosa | Fundadora Preta Hub; Carla Dias | Diarista; Cida Silva | Agricultora; Cris Rozeira | Jogadora de Futebol; Djamila Ribeiro | Mestre em Filosofia Política; Nina Silva | CEO D’Black Bank;
Duilia de Mello | Astrofísica; Gina Vieira Ponte | Professora; Kamila Dias | Parteira; Maite Schneider | Fundadora Transemprego e Tabata Amaral | Deputada Federal.

Como Ela Faz? from Tocha Filmes on Vimeo.

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…