Depois do beijo gay, Walcyr Carrasco declara: “O mundo é para todos”

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Depois de um bate-papo com Mateus Solano, que deu vida ao controverso Felix de “Amor à Vida”, com a palavra Walcyr Carrasco, o criador do personagem. Para quem não acompanhou a novela: Felix -que era rejeitado pelo pai por ser homossexual- saiu do armário, evoluiu de vilão a bonzinho da história, encontrou redenção através do amor, cuidou do pai doente e ainda deu o primeiro beijo gay da Globo. Colhendo os louros do sucesso, o autor da trama conversou com a gente: “Estou superfeliz porque esse trabalho foi um marco, em termos de quebra de paradigmas, de dever cumprido para a sociedade e da mensagem de necessidade da convivência entre diferentes. A gente quis dizer que o mundo é para todos”, analisou.

“Meu pai foi uma das coisas mais importantes da minha vida”, confessou Walcyr, muito emocionado, deixando nesse comentário solto uma pista de alterego no ar. “A gente tem que amar a família.”

* E quais são os próximos planos do escritor? “Me encontrar é quase um milagre. Não saio de casa, não janto fora, não vou ao cinema. Minha vida é bem fechada. Agora vou para um mosteiro fazer um voto de silêncio para poder meditar e assim oferecer algo novo na próxima obra.” Até a volta!

O beijo que marcou história na TV brasileira
Você também pode gostar