Christopher Plummer em cena de “Todo o Dinheiro do Mundo” || Créditos: Reprodução

Depois de Kevin Spacey, “Todo o Dinheiro do Mundo” se envolve em nova polêmica

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Christopher Plummer em cena de “Todo o Dinheiro do Mundo” || Créditos: Reprodução

Em cartaz em cinemas selecionados dos Estados Unidos há pouco mais de uma semana e com previsão de estreia no Brasil para meados de janeiro, o thriller “Todo o Dinheiro do Mundo” conseguiu se livrar de uma polêmica – inicialmente protagonizado por Kevin Spacey, precisou ter as cenas com o ator regravadas a toque de caixa por Christopher Plummer depois que o astro de “House of Cards” foi acusado de assédio sexual – mas em contrapartida pode estar prestes a embarcar em outra.

Baseado na história real do sequestro de John Paul Getty III, neto do lendário magnata do petróleo John Paul Getty, no início dos anos 1970, o longa dirigido por Ridley Scott está sendo chamado de “completa farsa” por um parente de um dos responsáveis pelo crime que chocou os Estados Unidos: Michael Mammoliti, que também é ator e é sobrinho do sequestrador Saro Mammoliti, está inclusive pensando em processar o cineasta.

O que ele afirma é que Scott se baseou em uma versão propagada pela mídia e completamente inverídica para adaptar a história para a telona, e que o que de fato aconteceu foi um crime planejado pelo próprio Getty III, que tinha apenas 16 anos na época do ocorrido, para chamar a atenção do pai. O caso já está sendo estudado pelo advogados da Sony Pictures, responsável pela produção, que até agora não se sentiram intimidados pelas queixas de Michael. (Por Anderson Antunes)

Você também pode gostar