Publicidade
Beyoncé Knowles e uma das peças da Feyoncé || Créditos: Getty Images/Reprodução
Beyoncé Knowles e uma das peças da Feyoncé || Créditos: Getty Images/Reprodução

Terminou em acordo fora dos tribunais a batalha judicial que Beyoncé Knowles travava desde 2016 contra a marca de roupas americana Feyoncé, acusada pela cantora de uso indevido de imagem em razão do nome quase idêntico das duas. Atendendo a um pedido da intérprete de “Single Ladies”, o juiz responsável pelo caso cancelou nesta terça-feira uma audiência que estava marcada para a quinta-feira, e uma outra foi agendada para o próximo dia 15, quando os advogados de ambas as partes deverão informar os detalhes da reconciliação acordada.

A princípio, Beyoncé queria que a Feyoncé fechasse e tivesse suas atividades suspensas permanentemente, mas a justiça dos Estados Unidos descartou essa possibilidade logo no começo do imbróglio. Já os donos da marca a acusaram de usar sua fama para tentar intimidá-los, e rechaçaram as queixas de violação de imagem da cantora, que classificaram como “infundadas” e “fora da realidade”.

Como foi a popstar quem comunicou as autoridades sobre o acordo, é bastante provável que tenha partido dela a iniciativa para encerrar a disputa, que corria o risco de se estender por anos, e o que provavelmente lhe custou uma grana alta. Mas nem tudo são más notícias para a Queen Bey: um outro processo no qual ela erá acusada de ter praticado “bruxaria” contra uma ex-funcionária, ajuizado recentemente nos EUA, acaba de ser arquivado por falta de provas. Ufa! (Por Anderson Antunes)

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Dia 10 de Abril

Dia 10 de Abril

Altas horas   Ver essa foto no Instagram   Uma publicação compartilhada por VIRAGE (@virage.paris) Não são as...

Instagram

Twitter