Ano astrológico será regido por Marte, planeta da luta e da impulsividade

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Créditos: iStock

Por Ciça Bueno 

Reforçando a Lua Nova da semana passada, tivemos logo em seguida o Equinócio de Outono, momento em que o Sol entra no signo de Áries. O mapa desse ingresso é considerado o início do ano astrológico, que será regido por Marte, o herói, o planeta da força, da ação, da luta e da iniciativa, mas também da impulsividade, da agressividade e da violência. Será um ano tenso e intenso, cheio de ação, golpes, acidentes, eventos inesperados e muita correria. Mas também será um ano para sermos valentes, firmes, enérgicos, guerreiros, conquistadores, desbravadores e para corrermos atrás das metas e objetivos com fé e persistência. Não é hora de esmorecer, desistir ou fraquejar: é hora de seguir em frente e acreditar no próprio taco.

A semana começa bem, com excelente acordo entre Lua e Mercúrio, o que agiliza o fluxo da vida, facilita as providências e as negociações de todo tipo. Bom para mexer com textos, papéis, contratos, documentos e comunicação. Vênus, que se encontra muito bem em Touro, um dos signos que rege, se alia a Netuno, o venturoso, abrindo caminhos tanto nas finanças quanto nos afetos: é hora de aproveitar. Sol e Saturno também se encontram aliados por toda semana, ótimo sinal de que nossas ações, já que ambos estão em signos de fogo, estarão suportadas pela estabilidade, pela noção de realidade, responsabilidade, seriedade, princípios éticos e morais. Na sexta-feira, há dois aspectos que pedem atenção. O primeiro é uma tensão entre Vênus e Júpiter, o que pode trazer exageros, excesso de otimismo, superdimensionamento: cuidado com gastos excedentes. O outro é a Lua , que passará para a fase crescente em Câncer , momento em que podemos sentir alguma insegurança quanto ao rumo que estamos seguindo, mas nem de leve pense em amarelar: siga firme em seus propósitos.

 *

ÁRIES – Você estará cheio de energia e isso é muito bom. 1º decanato: ação com responsabilidade; o 2º estará muito bem na semana que vem; no 3º, não seja precipitado.

TOURO – Sua regente estará em ótimas relações por toda a semana: finanças e afetos em alta. Só cuide do final da semana pra não exagerar, pesar na mão, errar na medida, gastar demais.

GÊMEOS – Lua estará em seu signo na 4ª e 5ª, o que pode ser ótimo pra obter ainda mais impulso em suas ações e negociações. Fique de olho na saúde, alimente-se bem, descanse.

CÂNCER – Profissional em alta: seja firme e objetivo. Fase crescente em seu signo pode torná-lo heroico e impulsivo demais nas relações familiares. Cultive a delicadeza e o amor.

LEÃO – Engate uma primeira em assuntos que possam dar algum resultado já na semana que vem. Júpiter, o benévolo, se alia com o Sol e promete colheitas em breve. Invista.

VIRGEM – A semana deve ser boa. Seu regente em acordo com a Lua começa bem. Vênus e Netuno se aliam pra tornar as relações, os afetos e as novidades, terrenos para boas vivências.

LIBRA – O ciclo continua sendo estimulante para as parcerias e relações. 1º decanato pode fazer acordos estáveis; 2º, tenha cuidado agora e depois ficará bom; 3º, não provoque.

ESCORPIÃO – Vênus em seu oposto pode tornar o que já vinha bom ainda melhor, seja nos amores ou nos afetos: aproveite. Cuidado com exageros e superdimensionamentos na 6ª.

SAGITÁRIO – Pessoal do 1º decanato com ótimas oportunidades pra criar, amar, se expressar e deixar tudo isso bem estável. 2º invista agora no que já possa colher na semana que vem.

CAPRICÓRNIO – Vênus e Netuno se aliam a Plutão em seu signo: hora de fazer boas e suaves transformações em seus relacionamentos. Arrisque, invista, acredite em você!

AQUÁRIO – Período pode trazer bons ganhos nas finanças e nos negócios, principalmente se envolverem familiares. Cuidado só com gastos extraordinários ou impulsivos em casa também.

PEIXES – Semana pode ser ótima pros assuntos pessoais, negociações, comunicação, lidar com documentos e papéis que envolvam irmãos ou próximos. Financeiro continua pedindo foco.

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…