18.06.2016  /  12:05

Nos 85 anos de Fernando Henrique Cardoso, 8 de suas frases antológicas

Was7340035
Fernando Henrique Cardoso || Crédito: Getty Images

Fernando Henrique Cardoso, o 34º presidente do Brasil, completa 85 anos de vida neste sábado. Ocupante do cargo entre 1995 e 2003, FHC, como ficou popularmente conhecido, continua sendo uma das vozes políticas mais ouvidas do país, e também uma das mais polêmicas. Tanto que hoje em dia ele ganha a vida dando palestras – seu cachê, dependendo do público, varia entre US$ 50 mil (R$ 171 mil) e US$ 65 mil (R$ 222,3 mil) por evento.

Para celebrar a data, Glamurama selecionou oito das frases mais antológicas já ditas pelo ex-presidente:

#1 “Pensei que você ia me dizer que vinha visitar a filha da Xuxa. Aliás, eu não tive nada com isso.” Em 1997, em conversa telefônica com o então presidente da Argentina, Carlos Menem

#2 “Eu já estou sentindo a comichão do futuro.” – Em 2005, na solenidade dos cinco anos de aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal

#3 “É preciso uma pitada de candomblé para poder governar e entender esse imenso Brasil.” – Em 1997, durante encontro com empresários

#4 “Vou pedir à Nossa Senhora Aparecida que ajude a espantar as crises do Brasil.” – Em 2004, durante encontro com dom Eugênio Sales, no aeroporto de Guaratinguetá

#5 “Um homem político tem de ter a prudência de calar.” – Em 2003, após deixar a presidência

#6 “Vida de rico é muito chata.” – Em 1998, em entrevista coletiva a jornais brasileiros

#7 “Usufrua bem deste momento em que você está no alto.” – Em 2001, num telefonema para Roseana Sarney, então governadora do Maranhão

#8 “Quando chega o fim do ano, o presidente tem de ter muita imaginação.” – Em 1997, desculpando-se por falar pouco numa solenidade

(Por Anderson Antunes)