30.08.2018  /  8:03

Nora Ephron, que morreu em 2012, queria ver Tom Hanks como presidente dos EUA

Nora Ephron e Tom Hanks || Créditos: Getty Images

Tom Hanks para presidente dos Estados Unidos? Ao que parece, ver o ator americano no Salão Oval da Casa Branca era um desejo antigo de Nora Ephron, que foi responsável por dois dos filmes mais emblemáticos da carreira dele – “Sintonia de Amor”, de 1993, e “Mensagem Para Você”, de 1998, ambos co-estrelados por Meg Ryan e indicados a vários prêmios.

Amiga da roteirista e diretora de cinema morta em 2012, Arianna Huffington contou em uma entrevista que deu para a recém-lançada revista online do produtor de teatro Jordan Roth, a “Warmly Jordan”, que ouviu a bff relatando um plano para tirar Hanks de Hollywood e colocá-lo em Washington durante um jantar.

“Assim como nos filmes, a arte da política também se baseia em uma boa escolha de elenco”, teria dito Ephron, de acordo com o relato da jornalista. “Com base nisso, ela estava correndo atrás de vários democratas para dizer a eles que considerava Hanks como uma ótima escolha para candidato à presidência”, disse Huffington.

Quem também gostava da ideia era o documentarista Michael Moore, mas de acordo com a fundadora do “The Huffington Post” o maior interessado na história – o próprio Hanks, claro – nunca quis saber de política. “Sou um bom ator e sei falar bem, mas não mereço votos só por causa disso”, ele teria justificado para Ephron. (Por Anderson Antunes)