Diana Ross || Créditos: Reprodução

No Twitter, Diana Ross reclama de aperto que passou em aeroporto dos EUA: “Me senti violada”

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0
Diana Ross || Créditos: Reprodução

A semana começa com um relato polêmico de Diana Ross, que nesse domingo usou o Twitter para reclamar da forma como foi tratada por agentes de segurança do Louis Armstrong New Orleans International Airport de New Orleans, nos Estados Unidos. A cantora passou por lá no último sábado, quando voltava de um festival de jazz realizado na cidade que é considerada o berço do gênero musical.

Em uma série de tuítes, Ross contou que se sentiu “violada” na hora de passar pela revista pré-embarque e quase chorou quando um agente em particular lhe apalpou no meio da pernas. “Eu fui tratada como lixo”, reclamou a lenda da música americana. “O problema não é o que aconteceu, mas como aconteceu”, ela completou antes de afirmar ter sido recebida como “realeza” em New Orleans.

Ross, de 75 anos, finalizou o testemunho com um link de um de seus hits mais famosos dos tempos do The Supremes – “Stop! In the Name of Love”, que virou uma espécie de hino contra o racismo -, e que faz parte do repertório que apresentou no festival. Apesar disso, a cantora não deixou claro se considera ter sido vítima de preconceito por causa da cor de sua pele.

A Transportation Security Administration (TSA), o órgão federal que cuida da segurança dos aeroportos nos EUA, afirmou em nota que registros em vídeo mostram que os funcionários do Louis Armstrong não cometeram nenhum exagero e aparentemente seguiram todos os protocolos, mas encorajou a diva dos palcos a formalizar uma queixa para que o assunto seja devidamente investigado. (Por Anderson Antunes)