Carlos Slim Helú

Carlos Slim Helú || Créditos: Getty Images

No primeiro dia de Trump na Casa Branca, quem se deu bem foi um mexicano

23.01.2017  /  16:36

Carlos Slim Helú || Créditos: Getty Images
Carlos Slim Helú || Créditos: Getty Images

Ironia das ironias: no primeiro dia útil após a posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos o maior ganhador no mercado global de ações é um mexicano. Carlos Slim Helú, o homem mais rico do México e o sexto mais rico do mundo, faturou até agora US$ 770 milhões (R$ 2,44 bilhões) graças ao aumento das ações das duas principais empresas dele – a América Móvil e o Grupo Carso – na Bolsa Mexicana de Valores.

O bom humor dos investidores é em razão do discurso de posse de Trump, no qual ele prometeu maiores investimentos estatais ao longo de seu mandato, o que pode aumentar a demanda por vários produtos, inclusive muitos fabricados pelas empresas de Helú.

A América Móvil controla os investimentos em telecomunicações mantidos por Helú, inclusive sua fatia na Embratel. Já o Grupo Carso reúne os investimentos dele em indústrias como o varejo e a mídia. Sobre este último setor, aliás, ele parece estar otimista, tanto que anunciou na semana passada a criação de um canal de TV nos Estados Unidos voltado exclusivamente para os mexicanos que vivem no país, provavelmente a minoria mais crítica a Trump, e batizado Nuestra Vision.  (Por Anderson Antunes)