04.05.2017  /  15:46

No dia oficial de “Guerra nas Estrelas”, os números de cair o queixo da saga

Fãs de "Guerra nas Estrelas" celebram a saga || Créditos: Getty Images
Fãs de “Guerra nas Estrelas” celebram a saga || Créditos: Getty Images

Uma das franquias de maior sucesso da história do cinema é tão importante que conta com um dia próprio para chamar de seu: desde 2011 que se celebra em 4 de maio no mundo inteiro o “Star Wars Day”, uma homenagem à “Guerra nas Estrelas” e seus personagens – uma brincadeira com a data em inglês, “may the fourth” e o lema “may the force be with you”. E em pelo menos um lugar do mundo a data é considerada feriado oficial: no Walt Disney World de Orlando, na Flórida, lembrando que a Disney comprou os direitos da saga criada por George Lucas em 2012, em um negócio de mais de US$ 4 bilhões (R$ 12,7 bilhões).

Há vários outros números relativos ao universo habitado por cavaleiros Jedi e stormtroopers e onde as forças do mal e do bem se colidem a golpes de sabre de luz que também são de cair o queixo, como o tamanho da fortuna pessoal de Lucas e os valores relativos aos ingressos vendidos dos sete filmes da série, cujo oitavo capítulo chega aos cinemas ainda neste ano. Confira:

Nas bilheterias, a saga é campeã de vendas || Créditos: Getty Images
Nas bilheterias, a saga é campeã de vendas || Créditos: Getty Images

Arrasa quarteirão há 40 anos

“Guerra nas Estrelas” é a terceira franquia de maior sucesso da história do cinema, com mais de US$ 7,5 bilhões (R$ 23,8 bilhões) em ingressos vendidos desde 1977, ano de lançamento do primeiro filme, e só perde para a saga “Harry Potter” e para os filmes sobre os super heróis da Marvel.

Brinquedos inspirados em "Guerra nas Estrelas" || Créditos: Getty Images
Brinquedos inspirados em “Guerra nas Estrelas” || Créditos: Getty Images

Um império multibilionário

Além dos filmes, “Guerra nas Estrelas” também já rendeu vários livros e séries de televisão, além de games, histórias em quadrinhos e brinquedos licenciados dos mais variados tipos. Para se ter uma ideia do tamanho do negócio, basta citar que o total da marca “Star Wars” é estimado em US$ 42 bilhões (R$ 133,3 bilhões), mais do que o PIB da Bolívia.

Lucas, o mais rico entre os famosos || Créditos: Getty Images
Lucas, o mais rico entre os famosos || Créditos: Getty Images

O número 1

Quem mais lucrou até hoje com a franquia, é claro, foi George Lucas, cuja fortuna pessoal é avaliada em US$ 5,3 bilhões (R$ 16,8 bilhões). Entre os bilionários que também podem ser considerados celebridades hollywoodianas, o diretor é de longe o famoso mais rico.

O próximo capítulo

Com estreia mundial marcada para 15 de dezembro, “Guerra nas Estrelas: O Último Jedi” terá pouco mais de duas semanas para se tornar o filme mais assistido de 2017, um título que pertence atualmente ao remake em live action de “A Bela e a Fera”, que faturou mais de US$ 1,1 bilhão (R$ 3,5 bilhões) nas bilheterias desde meados de março. Apesar do tempo apertado, a superprodução deverá conquistar o feito sem muito esforço. Abaixo, assista ao trailer da fita:

A saga já inspirou até uma religião || Créditos: Getty Images
A saga já inspirou até uma religião || Créditos: Getty Images

Coisa séria

Acredite se quiser, mas existe uma religião inspirada em “Guerra nas Estrelas” com adeptos suficientes para serem considerados grupos relevantes em pelo menos 11 países. Conhecida simplesmente como “Jedi”, a religião já apareceu em censos de várias partes do mundo: na Nova Zelândia, pelo menos 1,5% da população afirma ser praticante do “jedaísmo”, mais do que os seguidores do budismo (1,2%) e do hinduísmo (1,2%) que moram no país. (Por Anderson Antunes)