03.09.2020  /  11:34

No dia em que Charlie Sheen completa 55 anos, relembre 5 dos maiores escândalos do bad boy hollywoodiano

Charlie Sheen || Créditos: Reprodução

Charlie Sheen já foi um dos maiores astros de Hollywood, e também um dos atores mais bem pagos de lá. Mas hoje em dia o eterno bad boy vive de vender vídeos personalizados por cerca de US$ 440 (R$ 2.333) cada, o que faz através do site Cameo, no qual celebridades do tipo “lista B” cobram para mandar mensagens de feliz aniversário e coisas do tipo para anônimos, que por vezes as contratam só para tirar uma com elas.

E olha que Sheen, que completa 55 primaveras nesse sábado, é um dos mais requisitados na plataforma, apesar de que está longe de faturar os US$ 10 milhões (R$ 53 milhões) anuais que chegou a ganhar quando estrelava “Two and a Half Men”, a sitcom que o colocou de volta no mapa hollywoodiano no começo dos anos 2000 depois que muita gente declarou sua carreira como encerrada por causa de seus vários escândalos de até então.

Protagonizar esse tipo de polêmica que, por sinal, a mídia americana adora, é uma das maiores “especialidades” de Sheen. E como o dia é dele, Glamurama aproveita a ocasião para lembrar 5 de suas maiores ao longo dos anos. Continua lendo… (Por Anderson Antunes)

Os rumores de que ele tinha dado um tiro em Kelly Preston

Esses datam de 1990, quando Sheen namorava aquela que viria a se tornar a mulher de John Travolta anos mais tarde (Preston morreu em julho, quando perdeu a batalha contra um câncer de mama que descobriu ter em 2018). A falecida atriz e o filho mais famoso de Martin Sheen dominavam as manchetes como um dos casais mais comentados do showbiz, e na época um tabloide americano publicou uma matéria sobre um suposto tiro que o ator teria dado em sua então amada durante uma briga dos dois. O mistério só foi esclarecido 21 anos depois, e pelo próprio Sheen: de acordo com a versão dele, o tiro de fato ocorreu, mas foi acidental, e disparado sem querer por Preston quando ela deixou o revólver de Sheen cair sem querer no chão.

O pedido de distanciamento feito por Denise Richards em 2006

Casado com a Richards entre 2002 e 2006, Sheen foi alvo de um pedido de distanciamento feito pela atriz à justiça da Califórnia, onde os dois moravam, depois de supostas agressões físicas que ela sofreu do então marido. O caso deu o maior bafafá, mas eles acabaram se reconciliando em pouco tempo. Até que a estrela americana voltou a acusá-lo de agressão, e por último pediu o divórcio, alegando inclusive ter recebido ameaças de morte de Sheen. Eventualmente, no entanto, o ex-casal voltou a ter um bom relacionamento.

Aquele Natal de 2010…

Enquanto o mundo celebrava o feriado religioso de dez anos atrás, Sheen fazia check-in em um hotel de Aspen, no estado americano do Colorado, com sua então mulher Brooke Mueller. Só que os dois nem chegaram a ter uma ceia, apesar de que ambos exageraram nos drinks, o que os levou a brigar feio na ocasião, resultando em Sheen a ameaçando com uma faca e tudo, e em seguida destruindo o quarto em que eles estavam hospedados. Preso em flagrante, o ator foi condenado a passar 30 dias no rehab e a cumprir um curso de controle de raiva.

A revelação de que tinha HIV

Em uma entrevista que deu para o talk show “Today” em 2015, Sheen afirmou ser soropositivo. Mas ao contrário de uma possível simpatia do público que ele esperava ter em razão da revelação, o que aconteceu foi que várias ex-namoradas dele cogitaram processá-lo, já que com todas o ator aparentemente manteve relações sexuais sem proteção e sem jamais as informar de que era portador do vírus da AIDS. Nenhuma delas, no entanto, seguiu adiante com a ideia.

Quebrado e quase sem ter onde morar

Apesar de ter faturado estimados US$ 100 milhões (R$ 530,3 milhões) no cinema e na televisão, Sheen torrou tudo com festas e mulheres e declarou estar falido em 2018 quando foi questionado judicialmente pelo não pagamento da pensão de alguns dos seus cinco filhos. Sua situação financeira era tão grave que à justiça dos EUA ele revelou estar prestes a perder a mansão onde morava em Los Angeles, e cujas prestações do financiamento estavam em atraso. Foi então que o ator se rendeu ao Cameo, em uma tentativa desesperada de equilibrar as contas.