05.02.2020  /  9:30

Neymar e Cristiano Ronaldo, os aniversariantes do dia e suas semelhanças: aquarianos, bons de bola, polêmicos e o que mais?

Cristiano Ronaldo e Neymar || Créditos: Reprodução

Dois dos maiores astros do futebol fazem aniversário nesta quarta-feira: Cristiano Ronaldo, que completa 35 anos, e Neymar, que chega aos 28. Mas as similaridades entre eles vão muito além da mesma data de nascimento e signo: aquário, já que ambos são os principais jogadores de suas seleções nacionais — Portugal e Brasil — sem contar que também estão entre os maiores garotos-propaganda do esporte mundial hoje, estão sempre envolvidos em polêmicas e mesmo assim são ídolos de milhões de pessoas ao redor do mundo e raramente conseguem escapar dos holofotes.

Glamurama selecionou outras cinco curiosidades que Ronaldo, como o português é mais conhecido, e Neymar têm em comum. Continua lendo… (Por Anderson Antunes)

O trio de boleiros Neymar, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo || Créditos: Reprodução

A admiração por Lionel Messi

Tanto Ronaldo quanto Neymar, que foi colega de Messi no Barcelona, não poupam elogios ao argentino. Em uma icônica entrevista que deu anos atrás, às vésperas da entrega da Bola de Ouro pela FIFA de 2015, Ronaldo disse que “gostaria de ter a perna esquerda do Messi”. Já Neymar, declarou em várias ocasiões que o hermano “fazia todos jogarem melhor no Barcelona”, e que seu talento em campo é “contagiante.”

Neymar e Ronaldo: estilos diferentes, mas a vaidade é a mesma || Créditos: Reprodução

A vaidade

Praticamente obrigatória para todos os grandes jogadores hoje em dia, a vaidade de Ronaldo e de Neymar chega a extrapolar os limites e custa a eles milhares de dólares por mês. O português notoriamente tem o costume de checar sua imagem no telão em grandes partidas, não raramente no meio de uma grande jogada. E Neymar, com seus variados cortes de cabelo, dispensa explicações nesse quesito. Ah, os dois também mantém a sobrancelha aparada, fazem limpeza de pele com frequência, só usam marcas de luxo (italianas, de preferência) e, dizem, tomam banho de perfume.

Os dois craques também fazem a linha generosos || Créditos: Reprodução

A generosidade

De origem pobre, Ronaldo e Neymar não esqueceram dos familiares e dos amigos quando ficaram ricos. Além de mansões e carrões para os pais, irmãos e irmãs, eles também se responsabilizaram pela realização dos sonhos de seus chegados. No caso de Ronaldo, ele bancou a produção do primeiro disco de sua irmã mais velha, Kátiva Aveiro, em 2005. Apelidada pela imprensa portuguesa de Ronalda, ela lançou outros cinco trabalhos desde então, o mais recente em parceria com o cantor brasileiro Marcus Machado. Neymar, por sua vez, dá o maior apoio — moral e financeiro — para a irmã Rafaella Santos, que estreou recentemente na profissão de modelo.

Neymar e Ronaldo estão cada dia mais ricos, eles são poderosíssimos || Créditos: Reprodução

A fortuna

Nunca houve um jogador de futebol que ganhasse tanto dinheiro como Ronaldo ganha. Somente no ano passado, foram US$ 109 milhões (R$ 464,1 milhões), dos quais US$ 65 milhões (R$ 276,8 milhões) foram em salários pagos pelo Real Madrid e o restante em contratos de publicidade. Para efeito de comparação, o craque português embolsa em um ano o dobro do que Tom Cruise, um dos maiores astros de Hollywood, ganha no mesmo período. E Neymar não fica atrás. Apesar de ganhar um pouquinho menos do que Ronaldo — US$ 105 milhões (R$ 447,1 milhões) por ano — o ex-astro da Vila Belmiro só fica atrás de Gisele Bündchen na lista das celebridades mais bem pagas do Brasil.

A dupla também já teve problemas com o fisco || Créditos: Reprodução

A má sorte com o fisco

Ronaldo ou seus parentes já foram acusados de má gestão de suas finanças em algumas ocasiões. Em um dos episódios mais polêmicos nesse sentido, foi a mãe dele, Dolores Averio, que foi notícia, após tentar embarcar com € 45 mil (R$ 211 mil) não declarados em espécie. Em 2015, uma reportagem do Correio da Manhã, um dos maiores jornais de Portugal, também revelou que Ronaldo teria supostamente deixado de pagar impostos relativos a um contrato com o Banco Espírito Santo no valor de € 1,3 milhão (R$ 6,1 milhões). Nesse caso, a situação de Neymar é ainda mais complicada. Com problemas com os fiscos brasileiros e espanhol, o jogador teve o equivalente a R$ 188 milhões de seus bens bloqueados pela justiça daqui e enfrenta há tempos o que acabou se tornando uma longa e cara batalha jurídica.