30.04.2017  /  8:43

Ninguém quer defender a ex-presidente coreana acusada de corrupção

Park Geun-hye || Créditos: Getty Images
Park
Geun-hye || Créditos: Getty Images

Apeada do poder em dezembro após sofrer um impeachment e presa desde o fim de março sob acusações de corrupção, a ex-presidente da Coreia do Sul Park Geun-hye vive momentos de tensão novamente. Desta vez a política está tendo grande dificuldade para contratar advogados dispostos a defendê-la, e o problema não tem nada a ver com os crimes atribuídos à ela, mas sim com suas finanças.

Como a situação de Park é complexa e provavelmente exigirá anos de trabalho, todos os representantes legais de renome que ela procurou nas últimas semanas se esquivaram de assumir o caso dela, com medo de não receber seus honorários em algum momento.

Park, aliás, precisou vender recentemente a mansão que possuía em Gangnam, o bairro mais caro de Seul e o mesmo que inspirou o hit “Gangnam Style”, para pagar alguns de seus credores. (Por Anderson Antunes)