24.07.2020  /  18:12

Neurologista Fabiano Moulin fala sobre emoções, gratidão, pandemia e muito mais em live com Joyce Pascowitch

Nessa sexta-feira, Fabiano Moulin foi o convidado da live de Joyce Pascowitch e explicou tudo sobre pandemia, o papel da neurociência na sociedade e as diretrizes do comportamento do ser humano ao lidar com seus sentimentos. No papo, ele explicou como as emoções são encaradas pela sociedade atual: “A nossa educação é baseada ‘da cabeça para fora’, ninguém nos explica o que verdadeiramente é a emoção, que ela é a comunicação do corpo com o cérebro”, e completou: “A gente perdeu a ideia de que educação é para formar pessoas, cidadãos. A meta hoje em dia é passar no vestibular, por exemplo. Em momento de crise, você olha para dentro e vê que o buraco é fundo e não temos ferramentas para lidar com isso”, explicou o médico. Em suas aulas e palestras, Fabiano fala sempre de gratidão e como ela é importante no nosso cotidiano, desde as  pequenas coisas até as pessoas que fazem parte da nossa vida: “Se a gente não notar esses pequenos privilégios, vamos sentir muita falta depois”, disse.

E claro que a pandemia entrou na conversa, e Joyce quis saber quais as consequências do período que vivemos na vida das pessoas: “O ônus é grande de várias maneiras. A crise sanitária é enorme, vamos passar de 100 mil mortos no Brasil. Existe a crise politica que é grave pela polarização e precisamos de uma ferramenta de diálogo, furando as bolhas de WhatsApp e Instagram. Ainda tem a crise econômica e a crise mental”, alertou o neurologista, especializado em neurologia do comportamento, membro da Academia Brasileira de Neurologia e docente na Casa do Saber. Na Escola Paulista de Medicina é preceptor da Neurologia da USP. Para conferir o papo completo, play!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Obrigada @drfabianomoulin por esclarecer tanta coisa!

Uma publicação compartilhada por Glamurama (@glamurama) em