09.01.2020  /  10:32

Neta mais velha da rainha Elizabeth II, Zara Tindall é banida de dirigir no Reino Unido por 6 meses

O casal Mike e Zara Tindall || Créditos: Reprodução

Zara Tindall, a neta mais velha da rainha Elizabeth II, foi banida de dirigir no Reino Unido por seis meses nessa quarta-feira. É que a filha da princesa Anne foi flagrada há mais de um ano pela polícia dirigindo em alta velocidade em uma estrada do interior da Inglaterra, e estava em julgamento desde então. Tindall, de 38 anos, guiava seu Land Rover a 146 km/h em uma rodovia na qual o limite máximo permitido é de 100 km/h. Ela já tinha recebido uma multa de US$ 1.080 (R$ 4.385) pelo incidente, que também na quarta lhe rendeu quatro pontos a mais na carteira de habilitação – como já tinha 9 pontos, e a partir de 12 pontos o documento é suspenso, só daqui a seis meses que a “quase royal” vai poder pegar no volante novamente.

Tindall, que se declarou culpada enquanto ainda estava sendo julgada, recebeu a notícia sobre a punição na Austrália, onde está acompanhando o marido, o jogador de rúgbi Mike Tindall, em uma viagem de trabalho. Outros membros da família real britânica passaram por situações parecidas no passado: em 2001, a própria mãe de Tindall também foi parada pela polícia por dirigir em alta velocidade, e em janeiro do ano passado o príncipe Philip, avô dela, voluntariamente entregou sua carteira de habilitação para as autoridades depois de se envolver em um acidente de trânsito nos arredores da residência oficial de Sandringham, no norte da Inglaterra, que por pouco não terminou em tragédia.

Vale lembrar que apesar do pedigree real, Tindall não é princesa e tampouco pode ser chamada de Sua Alteza Real, já que Anne optou por não repassar para a herdeira os títulos e as obrigações reais que tem; e portanto é, tecnicamente, uma plebeia. O mesmo se aplica a Peter Phillips, o único outro filho de Anne com Mark Phillips. (Por Anderson Antunes)