14.07.2020  /  9:34

Naya Rivera deixou cenas gravadas para web series do YouTube Red baseada em ‘Ela Dança, Eu Danço’

Naya Rivera || Créditos: Reprodução

Naya Rivera, cuja morte por afogamento em um lago da Califórnia foi confirmada nessa segunda-feira, gravou suas cenas em pelo menos três episódios da web series “Step Up” que ainda não foram exibidos. Baseada na franquia “Ela Dança, Eu Danço”, estrelada por Channing Tatum, a atração que conta com o ator entre seus produtores estreou em janeiro de 2018 no YouTube Red e foi cancelada em agosto do ano passado, depois de apenas duas temporadas no ar, mas teve seu revival anunciado em maio. Ainda não se sabe se o material inédito com ela será utilizado. Rivera seria uma das estrelas dessa terceira temporada, naquele que também prometia ser seu primeiro grande trabalho desde o fim de “Glee”, que a consagrou na telinha.

Rivera, que morreu aos 33 anos, desapareceu na última quarta-fera durante um passeio de barco com seu filho Josey, de 4 anos, que foi encontrado vivo poucas horas depois, no lago californiano Piru que fica na região de Santa Clarita, distante cerca de 90 km de Los Angeles. O corpo dela foi encontrado só cinco dias depois para a surpresa de todos os envolvidos nas buscas, que não acreditavam nessa possibilidade devido às complexidades do lago artificial criado em 1955 para atender uma hidrelétrica.

A Santana Lopez da série musical que durou entre 2009 e 2015 vivia nos últimos tempos de aparições especiais em eventos, pelas quais cobrava em torno de US$ 50 mil (R$ 267,8 mil). A pandemia, no entanto, a fez perder vários desses jobs, e por isso a estrela latina torcia para que seu ressurgimento em “Step Up” servisse para colocá-la no mapa de Hollywood novamente. Rivera foi a terceira integrante do elenco principal de “Glee” que morreu em circunstâncias trágicas, sendo que o primeiro foi Cory Monteith, encontrado morto em um hotel do Canadá, em 2013, por overdose, seguido por Mark Selling, que cometeu suicídio em janeiro de 2018, pouco mais de dois anos depois de ser preso por posse de pornografia infantil. (Por Anderson Antunes)